Home / O que os anunciantes pensam sobre as agências digitais?

O que os anunciantes pensam sobre as agências digitais?

Fonte: Meio e Mensagem

31 de janeiro de 2023

Nona edição do relatório Agency Scope destaca as melhores agências na avaliação de clientes e de outros profissionais do mercado

As transformações que afetaram o comportamento da audiência, as estratégias de marketing e as ações de comunicação dificultaram a manutenção de barreiras divisórias que segmentam as agências entre tradicionais e digitais.

No atendimento compartilhado de grandes contas ou mesmo na consideração para convites para concorrências, é comum a inclusão, lado a lado, de agências de perfis variados.

Apesar disso, muitos anunciantes relevantes continuam dividindo suas verbas entre parceiras on e off-line. Por conta disso, o Brasil é um dos mercados em que a Scopen mantém seu estudo Agency Scope bienal de avaliações distintas entre agências integradas e digitais. Além do Brasil, a Scopen também segmenta o estudo entre as agências tradicionais e digitais no mercado chinês.

Em dezembro, Meio & Mensagem publicou o estudo Agency Scopy sobre as agências integradas, que destacou Africa, Soko e Publicis.

A pesquisa Agency Scopen para as agências digitais

A nona edição local do relatório entrevistou 785 profissionais, abordados de maio a setembro, sendo 372 executivos de marketing, atuantes em 272 empresas, e 413 publicitários de 86 agências instaladas no Brasil.

A pesquisa pede que os próprios executivos de marketing classifiquem as agências como integradas ou digitais, de acordo com a percepção que têm do mercado. Eles avaliam as agências considerando 13 atributos, sendo que os mais valorizados são criatividade eficaz, planejamento estratégico e boa equipe de profissionais. A partir dessas avaliações a Scopen constrói diversos rankings.

As melhores agências digitais de acordo com o Agency Scopen

Entre as agências digitais avaliadas no estudo, as de melhor performance foram Ampfy, Mirum, Soko, AKQA, Fbiz, Jotacom, iD\TBWA, Mutato, Media.Monks e Raccoon.Monks.

Confira matéria no Meio e Mensagem

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Google perde US$ 104 bi em valor de mercado, após seu chatbot Bard dar informações imprecisas
Erros do robô virtual levaram à interpretação de que o Google está largando atrás da Microsoft (que firmou parceria com a OpenAI, dona do ChatGPT) na nova corrida dos buscadores para incorporar elementos de inteligência artificial. As ações da Alphabet, controladora do Google, fecharam em queda de 7,44%, a US$ 100. Enquanto isso, ações da […]
Criatividade impulsiona serviços de streaming
Mais de 65% dos brasileiros com smartphone assinam um ou mais serviços de streaming de séries e filmes no País, segundo dados da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box. Com o aumento da demanda, vem o aumento da concorrência. Logo, para se destacar neste mar de serviços, plataformas, como Netflix, Globoplay, HBO Max, Star+, Disney+ e […]

Receba a newsletter no seu e-mail