Home / No Brasil, México e Porto Rico, no ano passado, 58% do investimento em anúncios digitais foi para vídeo

No Brasil, México e Porto Rico, no ano passado, 58% do investimento em anúncios digitais foi para vídeo

Fonte: Adlatina

4 de maio de 2023

A Nielsen divulgou seu Relatório Anual de Marketing de 2023 , que observa que, embora os profissionais de marketing sejam claros sobre os benefícios dos canais digitais e do streaming , muitos não têm certeza de como capitalizar seus investimentos em mídia cruzada . Nesse sentido, a confiança em uma medição holística do ROI é baixa.

Medir o ROI em todos os canais apresenta vários desafios, fazendo com que mais da metade dos profissionais de marketing em todo o mundo (52%) se concentre apenas nas métricas de alcance e frequência. No México e no Brasil a cifra é de 49%. Em outras palavras, ainda existe uma lacuna entre planejamento de mídia e ROI.

O relatório observa que, surpreendentemente, entender o alcance entre plataformas nem sempre equivale a medir a eficácia da campanha em atingir o público-alvo. Globalmente, a importância disso é de apenas 60%, enquanto no México e no Brasil é de 63%.

Da mesma forma, nesses países latino-americanos, 68% dos profissionais de marketing consideram a mensuração comparável essencial em todos os canais. Apesar disso, o estudo indica que os entrevistados expressam confiança relativamente baixa em sua capacidade de medir o ROI de forma holística, ou seja, o ROI agregado e o ROI relatado por cada canal. Por exemplo, a confiança na medição de canais digitais é de 58% ou menos.

Salvador Escalona, ​​parceiro de negócios da Nielsen México, afirmou: “Hoje, 86% dos profissionais de marketing em nossa região veem a oportunidade de usar o streaming como um canal importante em seus planos de mídia”. Mas ele acrescentou: “No entanto, sem dados de medição confiáveis ​​alinhados ao setor, decisões de mix de mídia totalmente informadas não são possíveis. Isso pode limitar a capacidade de planejar e conciliar efetivamente os principais objetivos de negócios das marcas”.

Finalmente, o relatório da Nielsen destaca que, em média, 65% dos profissionais de marketing da região usam várias soluções para alcançar a medição cross-media e 17% tiram vantagem de quatro a cinco soluções diferentes. Apesar desse cenário de medição, 67% dizem que a comparabilidade é extremamente ou muito importante em sua medição cross-media , embora seja evidente o desafio de chegar a medições comparáveis.

Apesar da complexidade, a medição sempre dependerá de ter uma visão precisa e pessoal do público que interage com a mídia, não importa o quão fragmentado o cenário se torne.

Confira matéria no Adlatina

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Relator do PL das Fake News diz que texto deve ser finalizado ainda em março
O deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) disse que pretende entregar relatório do PL das Fake News (2630/2020) para votação ainda em março. A proposta já foi aprovada por um grupo de trabalho na Câmara, mas texto ainda deve sofrer novos ajustes. “Depois dos líderes na Câmara, já ouvimos 2/3 das bancadas, esperamos terminar em 10 dias. Pretendemos conversar com os […]
Investimento global em marketing de influência chegará a US$ 34 bilhões
Os investimentos globais em marketing de influência aumentaram 21,5% em 2022, alcançando a marca de US$ 29 bilhões, de acordo com novo estudo divulgado pela empresa de pesquisas e marketing PQ Media. A projeção é de que os investimentos em marketing de influência cresçam 17% neste ano de 2023, chegando a US$ 34 bilhões, à […]

Receba a newsletter no seu e-mail