Home / Netbags faz anúncio falso e acumula reclamações

Netbags faz anúncio falso e acumula reclamações

Fonte: Valor Econômico

18 de abril de 2022

Empresa inventou que a fundadora teria falecido de câncer e que a loja estava se desfazendo do estoque

Nada como um texto sentimental, sobre a perda de uma mãe querida por um filho, para amolecer o coração de uma consumidora que com apenas um clique pode comprar uma bolsa de luxo com desconto de 80%. Tudo certo se a história, fosse verdadeira. Mas não é.

O site Netbags publicou uma nota de falecimento de sua fundadora, lamentando a morte e dizendo que em sua homenagem as bolsas estavam sendo vendidas a preço de custo. Mas no próprio site há um asterisco de pé de página, levando à explicação de que o texto amoroso da carta do filho, Marcelo, para sua mãe Marcilene Fernandes Freitas, falecida, era produção de “story telling”. Fictício, segundo o texto do site: “O site netbags.com.br utiliza de uma narrativa fictícia. Todo o enredo de Dona Marcilene é fictício, lúdico…”.

Algumas consumidoras se deram ao trabalho de checar as fotos publicadas no site e concluíram que se tratavam de reproduções de famílias retiradas de bancos de imagens disponíveis. Até ontem, a Netbags havia recebido 275 protestos no site Reclameaqui.com.br, o mais acompanhado por empresas e consumidores, com 30 milhões de acessos por mês.

No caso da Netbags, entre outras que são campeãs de protestos no site Reclameaqui, mesmo o CNPJ e o registro em território nacional são difíceis de serem verificados. A empresa não atende ligações ou responde a emails. O Valor tentou falar com a Tríade Empreendimentos Digitais Ltda, que seria a administradora do site, mas não conseguiu.


No último dia 23 de março, a advogada Andrea Sena, de Vargem Grande Paulista, registrou sua reclamação contra a Netbags no site Reclameaqui, por não ter recebido a encomenda de duas bolsas.

A primeira, estilo Channel, teria preço normal de R$ 11.18,75, mas saía por R$ 223,75; a segunda, anunciada como marca Tote , custaria em época normal R$ 16.16,25, e ficou por R$ 325,55. A liquidação, segundo o site, acontecia porque a fundadora da Netbags Marcilene Fernandes Freitas, teria falecido de câncer e a loja estava se desfazendo do estoque. A advogada tentou cancelar a compra, mas queixa-se de ter recebido código de rastreio errado e de não conseguir contato com a empresa.

O ambiente digital vem, entretanto, propiciando a divulgação de anúncios enganosos por vezes feitos por empresas de fora do Brasil, em que o consumidor fica sem ter a quem recorrer. “O caminho é o departamento de pirataria da Polícia Federal”, diz o presidente do Conar.

Uma sugestão para os consumidores do comércio eletrônico é sempre checar quando o site foi criado. No caso da Netbags foi em 21 de fevereiro de 2022. No caso da campeã das piores empresas do Reclameaqui, entre as novatas, a Tayron Distribuidora, com 327 reclamações, foi criada em dezembro de 2021. São sites que começaram a funcionar recentemente, sem tempo para serem avaliados pelos consumidores.

Confira matéria no Valor Econômico

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Entidades como pilares do modelo de negócios (vídeo)
Mario D’Andrea, presidente da ABAP Nacional, Daniel Queiroz, presidente da Fenapro, e Caio Barsotti, presidente do CENP, participaram de debate online que tratou do papel da participação associativa na regulamentação, normatização e criação de concorrências justas e éticas, na defesa e valorização do setor e na sustentação do modelo de negócios do mercado publicitário. Acesse o […]
Facebook censura discussão de funcionários sobre banir Trump da plataforma após presidente tentar incitar manifestantes (em inglês)
Menos de uma hora depois que funcionários começaram a discutir, por meio de mensagens internas, se o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deveria ser banido do Facebook por incitar protestos no Capitólio, a plataforma, sem explicações, bloqueou os comentários. Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail