Home / A Apple triplica a receita de publicidade com uma técnica perfeita: derrubar seus rivais

A Apple triplica a receita de publicidade com uma técnica perfeita: derrubar seus rivais

Fonte: Plu7

18 de outubro de 2021

A Apple já conseguiu se esquivar de muitas balas: a última, a que conseguiu vencer o litígio contra a Epic Games pelo controle e condições da App Store no iPhone. Menos conhecida é a história de sua plataforma de publicidade —Sim, a Apple tem seu próprio ‘Google Ads’ – que tem crescido dramaticamente nos últimos meses.

Uma análise do Financial Times revela como a receita da plataforma de anúncios de busca da Apple triplicou nos últimos seis meses. Como isso pode acontecer? Fácil: A Apple tropeçou em rivais como Google e Facebook, que têm muita dificuldade de usar publicidade destinada aos consumidores de produtos da Apple. Em outras palavras: se você deseja colocar um anúncio em iPhones ou iPads e vê-lo pelo perfil demográfico que você deseja, são lentilhas: ou você usa anúncios de pesquisa ou os tem em formato bruto.

Viagem aqui, viagem ali

O artigo do Financial Times foi complementado ontem com um tópico no Twitter de seu autor, Patrick McGee. Nele ele explicou como Anúncios da Rede de Pesquisa estão “comendo” o mercado de publicidade para dispositivos iOSSua cota lá para anúncios pagos é de 58%, segundo dados da Branch, consultoria financeira americana.

Como os anúncios da Rede de Pesquisa conseguiram crescer dessa forma? A resposta está na forma como a Apple trata seus concorrentes no iOS: de acordo com McGee “o resto da indústria é ‘cego’ no universo iOS‘. Publicidade direcionada, que é a que mais interessa a muitos anunciantes, não funciona bem se você não usa anúncios da rede de pesquisa e deseja postar em dispositivos iOS.

Isso fez com que os anúncios da Rede de Pesquisa aumentassem 69% em dispositivos iOS desde junho, enquanto seus rivais caíram em média 43%. O discurso da Apple nos últimos tempos é intimamente ligado à proteção da privacidade do usuário, e de fato, há alguns meses, anunciou suas medidas claramente destinadas a limitar a coleta de dados do Facebook em dispositivos iOS.

Conforme explicado no FT, desde abril os dados que chegam quando as pessoas interagem com a publicidade não chegam mais aos anunciantes em tempo real: quando os usuários desabilitam essa coleta de dados, eles causam Facebook, Google, Snap, Yahoo ou Twitter ficam “cegos”.

Isso foi explicado por Grant Simmons, da empresa de análise Kochava. Antes, os dados coletados eram granulares e chegavam em tempo real: agora eles levam até 72 horas para chegar e o fazem de forma agregada, algo que não é tão valioso para os anunciantes. Obviamente, a plataforma da Apple fornece informações detalhadas em tempo real aos anunciantes quando eles usam os anúncios da Rede de Pesquisa.

Os analistas veem esse impulso para a privacidade como uma causa clara do crescimento dos anúncios da Rede de Pesquisa. De acordo com Evercore ISI, que “alterou significativamente a paisagem [publicitario]”.

Confira a matéria no portal Plu7.

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Sonegação de impostos, vale o risco?
O Brasil, segundo consta, é um país com tributação altíssima, tanto para pessoas jurídicas quanto para pessoas físicas. Tudo é tributado. Nosso sistema, por ser um emaranhado de leis federais, estaduais e municipais, todas legislando sobre tributação, acaba gerando distorções e acabamos pagando muito mais, inclusive bitributando muita coisa. Mas tem havido mudanças significativas nos […]
Colaboradores de agências: mais autonomia no home office
Segundo estudo do RunRun.it, 82% das agências brasileiras estão operando de forma 100% remota. A empresa ouviu colaboradores de agências para entender as percepções em relação ao home office sob diferentes aspectos: estado de espírito, relação com as lideranças, visão sobre a empresa e expectativas para o futuro.Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail