Home / Como os anunciantes podem se preparar na transição para a TV 3.0?

Como os anunciantes podem se preparar na transição para a TV 3.0?

Fonte: Propmark

20 de setembro de 2023

O Dia Nacional da TV é celebrado nesta segunda-feira (18) e o veículo que já passou por uma série de mudanças está se preparando para uma nova era: a TV 3.0.

O novo padrão deve ser definido até o fim de 2024 e promete oferecer melhor qualidade de imagem e de som para os telespectadores, entregando resolução 4K/8K, HDR, áudio 3D e suporte para transmissões via streaming.

Segundo os dados apresentados pela Curious e da Labelium, as alterações têm a capacidade de alcançar os usuários em proporção nacional, de forma gradual, visto que a TV aberta alcança 50% da população diariamente com média de tempo que ultrapassa 5 horas, de acordo com o Kantar Ibope Media.

“Hoje, o poder de escolha está nas mãos das pessoas. Essa transição representa um avanço na transmissão de informações através da TV pois, além de permitir que o público consuma conteúdo de uma forma semelhante ao streaming, mostra que as marcas devem fazer um novo movimento para promover uma publicidade mais personalizada e menos interruptiva, que conversa diretamente com as necessidades das pessoas, no ambiente”, afirmou Caio Machado, diretor-executivo da Curious.

Para celebrar a data, os executivos das empresas reuniram cinco dicas voltadas aos anunciantes, para garantir a efetividade das campanhas digitais na TV 3.0, elencando os fatores que devem ser considerados para que o mercado se prepare para o momento de transição.  

Investimento na segmentação de públicos
Com a chegada da TV 3.0 no Brasil, um novo desafio se impõe, visto que a tendência da tecnologia é gerar uma audiência cada vez mais pulverizada. Dessa forma, uma publicidade direcionada e segmentada será premissa.

Foco em regionalização
Isso é algo que já existe na TV tradicional, mas que vai ganhar escala com a transição. Se apropriar de temas levando em consideração a presença regional de cada público é uma premissa para marcas que desejam se conectar com os consumidores e sair na frente da concorrência.

Fortalecimento da cultura de dados
A tecnologia vai demandar uma nova relação dos anunciantes com os dados, pois há novas possibilidades de metrificação na TV 3.0. É importante que as marcas estejam alinhadas com a agência parceira para entender os planos de medir os impactos da publicidade no ambiente.

Entendimento da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)
Com maior poder de decisão e acesso à publicidade segmentada, os usuários têm total liberdade para compartilhar ou não os seus dados. É uma oportunidade de gerar confiança a partir do aprofundamento na Lei Geral de Proteção de Dados para garantir a transparência sobre como os dados dos telespectadores estão sendo utilizados.

Integração com tecnologias emergentes
Para criar campanhas de impacto e aumentar o potencial de engajamento, o aprofundamento em tecnologias emergentes, como a inteligência artificial, se mostra um ponto importante para construir projetos relevantes e diversificar os formatos da publicidade na TV 3.0.

“A TV 3.0 vai trazer não somente benefícios para os consumidores, que terão a sua disponibilidade uma qualidade muito superior de som e imagem, mas também para os anunciantes, que poderão segmentar ainda mais suas estratégias por meio dos dados disponíveis e coletados de navegação das programações. Isso implicará para a indústria de mídia um novo momento de integração entre táticas de mídia”, completou Gustavo Franco, country manager da Labelium.

Confira matéria no Propmark

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

União Europeia aperta mais o cerco contra domínio das ‘big techs’; entenda
O Comitê do Mercado Interno e da Proteção do Consumidor do Parlamento Europeu definiu novas medidas como parte do Ato dos Mercados Digitais para frear o oligopólio das gigantes de tecnologia.
Festival comKids Prix Jeunesse Iberoamericano 2021 abre inscrições para conteúdos audiovisuais
Estão abertas as inscrições de conteúdo no Festival comKids – Prix Jeunesse Iberoamericano 2021. Podem se inscrever conteúdos audiovisuais, em live-action ou animação, dedicados a crianças e jovens de até 15 anos de idade.Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail