Home / Por publicidade abusiva, Ministério da Justiça suspende serviço de 180 empresas de telemarketing

Por publicidade abusiva, Ministério da Justiça suspende serviço de 180 empresas de telemarketing

Fonte: Metro 1

18 de julho de 2022

Decisão prevê multa diária de R$ 1.000 às empresas que descumprirem a regra

O Ministério da Justiça anunciou a suspensão por tempo indeterminado, a partir desta segunda-feira (18), das atividades de cerca de 180 empresas do setor de telemarketing, principalmente ligadas a bancos e instituições financeiras. A multa pode chegar a R$ 13 milhões, anunciou em seu perfil do Twitter, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

A decisão prevê multa diária de R$ 1.000 às empresas que descumprirem a regra. A decisão exclui as demais formas de abordagem via telemarketing, como serviços de telemarketing receptivo/passivo e aqueles que versem sobre cobranças ou doações.

Segundo despacho publicado no “Diário Oficial da União” desta segunda-feira, a medida cautelar determina a suspensão dos serviços do telemarketing ativo abusivo em todo o país que vise o contato com o cliente para oferta de produtos ou serviços sem o prévio consentimento do consumidor, que somente poderá ser abordado por telefone se expressamente tiver manifestado interesse nesse sentido.

Confira matéria em Metro 1

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

CENP-Meios conta com agências não certificadas em seu painel
O CENP-Meios já conta com a participação de quatro agências de publicidade não certificadas em seu painel. As novas integrantes - Jussi, i-Cherry, Mirum e Blinks Essence - ampliam ainda mais a representatividade do sistema.
Balanço Conar: 15 cases analisados nos últimos dias
O Conselho de Ética do Conar realizou três sessões nos últimos dias e analisou quinze representações, entra elas, cases da Hering, McDonald’s, Arezzo e P&G.  Sessão virtual conjunta das 3ª e 4ª Câmaras do Conselho de Ética do Conar, sediadas no Rio e em Brasília, debateu e votou cinco representações na manhã de 21 de maio. […]

Receba a newsletter no seu e-mail