Home / Conar conversa com redes sociais para tentar coibir anúncios falsos

Conar conversa com redes sociais para tentar coibir anúncios falsos

Fonte: Meio e Mensagem

19 de dezembro de 2023

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) está em conversas com as principais plataformas de redes sociais (Meta, Google e TikTok) para tentar restringir a veiculação de produtos fraudulentos.

A informação foi noticiada pelo próprio presidente do Conar, Sergio Pompílio, em reportagem veiculada na noite desse domingo, 17, no Fantástico, da TV Globo. O jornalístico detalhou como personalidades famosas, em sua maioria da própria Globo, têm tido sua imagem e voz utilizadas, via inteligência artificial, para a exibição de anúncios de produtos, como medicamentos e chás com propriedades curativas, sem comprovação científica.

Em entrevista ao Fantástico, Pompilio explicou sobre as bases da autorregulamentação do mercado publicitário, esclarecendo que as empresas que compõem o Conar – anunciantes, veículos e agências de publicidade – seguem um código de ética que prevê a recusa de anúncios de produtos e itens de procedência duvidosa.

Contudo, as redes sociais ainda não aderiram aos princípios de autorregulação do Conar, o que faz com que tais plataformas não sigam as diretrizes de recusar ou retirar do ar, de forma ágil, os anúncios considerados fraudulentos.

Porém, segundo Pompilio, o Conar está em conversas com as plataformas para que sejam estabelecidas regras de autorregulação que permitam mais agilidade na exclusão e remoção de anúncios falsos ou fraudulentos.

Segundo a apuração de reportagem de Meio & Mensagem, não há, ainda, previsão a respeito da conclusão dessas conversas e da possível criação de algum código de autorregulação específico para esse tipo de publicidade.

A reportagem do Fantástico relatou que, em uma pesquisa realizada pelo NetLab, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, mais de 5900 anúncios que usavam imagem e voz de artistas da Globo, de forma indevida, foram localizados nas redes sociais.

Essas peças publicitárias fazem uso de tecnologia deep fake e inteligência artificial para mostrar personalidades como William Bonner, Drauzio Varella, Ana Maria Braga e Marcos Mion recomendando remédios e outros produtos de saúde e estética.

Confira no Meio e Mensagem

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

65% empresas já têm cultura de dados na área de comunicação, diz pesquisa
No ambiente de negócios cada vez mais complexo e dinâmico, a Comunicação deixou de ser uma área de apoio aos negócios e passou a contribuir decisivamente com os retornos em vendas, faturamento e receita. Prova disso é que dois terços das empresas já estão trilhando o caminho da cultura de dados. É o que indica […]
Grupo Artplan passa a se chamar Grupo Dreamers
O Grupo Artplan anunciou o reposicionamento de sua marca e uma nova identidade: a holding passa a se chamar Grupo Dreamers. A nova marca surge com o propósito de “Realizar sonhos, por meio de experiências”.Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail