Home / Plataformas não querem combater para combater fake news

Plataformas não querem combater para combater fake news

Fonte: O Antagonista

21 de fevereiro de 2022

falta de comprometimento das plataformas digitais com o combate às notícias falsas pode ser atribuída a interesses econômicos , diz o antropólogo e investigador David Nemer , do Centro Berkman Klein para Internet e Sociedade da Universidade Harvard.

Na semana passada, o TSE renovou a parceria com as plataformas para combater a divulgação de notícias falsas, a cerca de oito meses das eleições.

Em entrevista à Folha, Nemer disse que o que importa para as empresas é o engajamento.

“Elas não querem de fato agir de forma a diminuir engajamento, já que fake news geram engajamento, e engajamento é a forma pelo qual elas monetizam. Não querem comprometer o lucro com medidas que possam reduzir o efeito da desinformação.”

Segundo ele, mesmo depois da campanha que levou à invasão ao Capitólio em 6 de janeiro de 2021, as plataformas não parecem muito preocupadas com os riscos políticos das fake news no Brasil. “Elas se sentem muito seguras para tomar essas atitudes”, diz ele.

David Nemer afirma que é preciso combater os “hubs de informação”, que correspondem a grupos de perfis que orquestram campanhas de informações falsas nas redes. Segundo ele, esses perfis são geralmente responsáveis por levar as fake news da “periferia” para o “centro” do debate público.

O pesquisador citou a fake news de que Jair Bolsonaro teria evitado uma guerra entre Rússia e Ucrânia.

Uma conta estava liderando essa campanha. Deu para ver como uma pessoa, uma conta grande, foi suficiente. Você conseguindo identificar e retirando essa conta, você mitiga os efeitos da desinformação.”

Confira matéria em O Antagonista

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

PCDs representam apenas 2% dos conteúdos visuais, aponta VisualGPS
A comunidade de pessoas com deficiência (PCD) constitui cerca de 16% da população global, mas ainda assim é negligenciada com frequência na economia mundial. De acordo com a pesquisa VisualGPS, realizada pela Getty Images & iStock, apenas 2% do conteúdo mais popular de imagens e vídeos inclui PCDs. Um estudo divulgado pela Organização Mundial de […]
Google é processado pelo Departamento de Justiça dos EUA por monopólio em sistema de buscas
O Departamento de Justiça dos EUA e 11 estados norte-americanos entraram com uma ação antitruste contra o Google. A empresa é acusada de pagar outras companhias para manter seu sistema de buscas como o padrão, o que teria permitido ao Google manter também um monopólio no mercado de publicidade nas buscas. Esse é o maior […]

Receba a newsletter no seu e-mail