Home / Consultoria Globant compra a rede de agências Gut

Consultoria Globant compra a rede de agências Gut

Fonte: Meio e Mensagem

8 de dezembro de 2023

Startup nascida em 2003, em Buenos Aires, e hoje presente em 30 países, a consultoria Globant, focada em negócios digitais e de tecnologia, compra participação majoritária na rede de agências Gut, fundada pelo brasileiro Anselmo Ramos e pelo argentino Gastón Bigio.

A Globant soma mais de 27 mil funcionários e atende grandes clientes globais, como Google e Santander. A Gut, fundada há cinco anos, tem 500 funcionários atuando em sete escritórios, localizados em Miami, Buenos Aires, São Paulo, Toronto, Cidade do México, Los Angeles e Amsterdã, nos quais atende mais de 60 clientes, incluindo AB InBev, Mercado Livre, Google, Kraft Heinz, Coca-Cola e Tim Hortons. Em 2023, foi eleita a Rede Independente do Ano no Cannes Lions.

Independência e parceria

A Globant também está em um momento favorável, somando faturamento de US$ 1,78 bilhão em 2022, receitas globais de US$ 543 milhões no terceiro trimestre de 2023 e vendo suas ações na Bolsa de Valores de Nova York valorizarem 29% neste ano, até o momento. Em sua trajetória até virar um unicórnio, em 2016, a Globant recebeu investimentos de diversas outras empresas, entre as quais o grupo WPP, que comprou 20% de participação em 2013 e foi acionista até 2018.

Segundo os sócios, a Gut continuará operando de forma independente, mantendo suas lideranças locais, e trabalhará junto com a Globant para identificar oportunidades para os clientes de ambas as empresas. O escritório da Gut São Paulo é comandado pela CEO Valéria Barone e pelo CCO Bruno Brux, ambos sócios da operação.

Globant e Gut se conhecem bem, já que a agência é uma das parceiras publicitárias da consultoria há três anos. No ano passado, foi lançada a campanha “Reinventando a consultoria”, desenvolvida pela Gut Buenos Aires para a Globant (veja os filmes mais abaixo). Na ocasião do lançamento da campanha, o cofundador e CEO da Globant, Martín Migoya, falou sobre o posicionamento da empresa: “A Globant é diferente: foi concebida como uma organização nativa digital focada em reinventar negócios, nos esforçamos para proporcionar uma transformação digital extrema usando inovação, as últimas tendências e tecnologias do mercado”.

No mês passado, Anselmo Ramos e Gastón Bigio participaram do Maximídia, evento promovido por Meio & Mensagem, em São Paulo. Na ocasião, disseram que a coragem é fio condutor da jornada de ascensão da Gut, desde a criação da agência, em 2018. O foco na coragem resultou em um método de trabalho que os fundadores chamam de The Bravary Scale –uma escala, de 0 a 10, que mede a jornada de coragem dos próprios clientes.

Da garagem para o mundo

O CEO Martín Migoya fundou a Globant como uma startup, em 2003, em Buenos Aires, junto com os sócios Nestor Nocetti (vice-presidente de corporate affairs), Martín Umaran (chairman da região EMEA) e Guibert Englebienne (presidente para América Latina). Atualmetne, está sediada em Luxemburgo e, mais recentemente, tem aumentado suas aquisições de empresas que conectam tecnologia e comunicação, como a Habitant, na Espanha, a Vertic, na Dinamarca, a AdBid, na Colômbia, e a KTBO, no México.

“A tecnologia e a criatividade nunca estiveram tão intimamente ligadas como estão hoje”, afirma Migoya. “A Globant é o lugar onde a inovação, o design e a engenharia se encontram em escala, e estamos muito empolgados em trazer a agência de publicidade mais criativa do mundo para essa mistura. Com essa aquisição, seremos capazes de oferecer uma combinação única de tecnologia de ponta e ideias audaciosas às marcas desde o início do processo criativo.”

Neste ano, a Globant lançou o estúdio Globant Create, com a finalidade de combinar criatividade, marketing e mídia com inteligência artificial, dados e outras tecnologias para desenvolver estratégias de marketing para clientes como American Express, Dell, Coca-Cola, LinkedIn, Nissan e Nespresso (veja a apresentação, a seguir).

No Brasil a Globant já fez aquisições na área de tecnologia, como a Nèscara, consultoria especializada na plataforma Salesforce, fundada em 2008, em São Bernardo do Campo, em São Paulo, comprada no início deste ano. Entretanto, os negócios envolvendo a Globant no mercado nacional ocorrem há bem mais tempo: em 2012, a companhia argentina marcou sua entrada no País com a compra da TerraForum, da área de TI e softwares, mas que também oferecia serviços de marketing digital e mídias sociais.

Confira matéria no Meio e Mensagem

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Mulheres na criação: a árdua jornada por maior equidade
De acordo com o levantamento realizado pelo Observatório da Diversidade na Propaganda (ODP), 85% dos cargos de CEO das agências de publicidade são ocupados por homens, enquanto as mulheres representam apenas 15%. O que o estudo comprova é que quanto mais alto o cargo, menor é o nível de diversidade. Mesmo as mulheres sendo maioria […]
Em quais canais as pessoas preferem ver publicidade?
Divulgado na semana passada, o Media Reaction, estudo global da Kantar, procurou mais uma vez revelar os veículos e canais em que o público tende a receber anúncios publicitários de forma mais positiva. Realizado com base em 18 mil entrevistas feitas com consumidores de 29 países além de mil profissionais de marketing – a pesquisa […]

Receba a newsletter no seu e-mail