Home / Comércio é o setor que mais investe em publicidade digital, aponta estudo

Comércio é o setor que mais investe em publicidade digital, aponta estudo

Fonte: Uol

19 de abril de 2023

Os setores de comércio, serviços e mídia são os que mais investem em publicidade digital no Brasil, segundo o relatório AdSpend, do IAB Brasil.

O estudo, produzido ao lado da Kantar Ibope Media, aponta que o investimento total em publicidade digital alcançou os R$ 32,4 bilhões no ano passado – alta de 7% se comparado com 2021.

O setor de comércio foi responsável por 24% do investimento em publicidade digital no ano passado. Nele são incluídos estabelecimentos como mercados, farmácias, lojas de roupas, artigos esportivos e shopping centers, por exemplo

Três categorias representam quase 60% do investimento no setor de comércio: Grandes lojas, com múltiplos departamentos de produtos (42%); Super e hipermercados (8%) e Lojas de Vestuário (7%)

O setor de Serviços, responsável pela fatia de 22% do aporte total em digital, é composto, majoritariamente, por vitrines virtuais (26%), outros serviços ao consumidor (22%), ensino superior e universitário (18%) e serviços de educação complementar (9%)

Completando o top 3, o setor de Mídia e Conteúdo é dividido em três categorias, sendo que Mídia e Conteúdo Digital é responsável por 80% da composição do setor, seguido por Mídia e Conteúdo Eletrônico (TV) com 19% e Mídia e Conteúdo Impresso e outros com 1%

Os setores Financeiro (7%) e Eletrônicos (6%) também se destacaram em participação no investimento total

Quais setores tiveram crescimentos mais expressivos?

Os setores de Beleza e Alimentos apresentaram os crescimentos mais expressivos, de 85% e 83%, respectivamente. Em seguida, figuram os setores de Bebidas (+66%), Farmacêutico (+42%), Vestuário (+39%), Automotivo (+29%), Administração Pública (+18%) e Turismo (+10%).

As categorias que impulsionaram o crescimento do setor de Higiene Pessoal e Beleza foram Desodorantes, Cuidado capilar e Linhas de higiene (campanhas com múltiplas categorias do mesmo setor). Em Alimentos, apresentaram as maiores altas as categorias de linhas alimentares; chocolates; carnes, aves e derivativos; e biscoitos e bolachas.

Crescimento do número de anunciantes

Segundo o estudo, 19 dos 26 setores analisados apresentaram crescimento no número de anunciantes, o que representa oportunidades de prospecção para agências, publishers e plataformas em diversas atividades econômicas.

O setor de Higiene Doméstica foi o que registrou maior crescimento (46%) no número de anunciantes distintos em 2022, na comparação com o ano anterior, seguido dos setores de Brinquedos (+34%), Industrial (+32%), Agropecuária (+31%) e Minas e Energia (+30%).

De acordo com o estudo, os dispositivos móveis aparecem novamente como o foco dos anunciantes. De janeiro a dezembro de 2022, o mobile recebeu 77% do aporte total em publicidade digital, enquanto o desktop ficou com 23% da fatia.

Acredito que o digital tem oferecido oportunidades para empresas e marcas de diferentes setores da economia atingirem públicos mais segmentados e engajados. Por exemplo, o setor de Higiene Pessoal e Beleza registrou uma alta de 85% de investimento no meio em 2022 e foi o que mais cresceu entre os anos de 2021 e 2022Cris Camargo, CEO do IAB Brasil.

Confira matéria no Uol

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Conheça os vencedores da pesquisa Melhores da Produção Publicitária no Brasil em 2023
Pelo quarto ano, Meio & Mensagem publica os rankings com os Melhores da Produção Publicitária no mercado brasileiro. As pesquisas anteriores foram feitas em 2011, 2016 e 2109. Desta vez, os eleitores são 100 criativos e profissionais de produção das principais agências do País — os nomes de todos estão em listas mais abaixo. Suas indicações, possibilitaram […]
O papel da publicidade na condução da recuperação (em inglês)
Keith Weed, presidente da Advertising Association, do Reino Unido, assina artigo para o Warc em que comenta os números do AA/WARC Expenditure Report e a importância da indústria publicitária continuar seus esforços para a condução do crescimento econômico. Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail