Home / Câmara aprova Política Nacional de Educação Digital incluindo educação midiática

Câmara aprova Política Nacional de Educação Digital incluindo educação midiática

Fonte: Palavra Aberta

5 de agosto de 2022

 O projeto de lei que cria a Política Nacional de Educação Digital foi aprovado na tarde desta quarta-feira, 4 de agosto, no Plenário da Câmara dos Deputados. O projeto é de extrema importância para que o sistema educacional brasileiro esteja alinhado às exigências e demandas sociais do século XXI, dando às crianças e jovens a oportunidade de um desenvolvimento cidadão em um mundo conectado.

O PL 4513/2020 é de autoria da Deputada Angela Amin (PP/SC) e de relatoria do Deputado Professor Israel Batista (PSB/DF), e está estruturado em cinco grandes eixos, incluindo o desenvolvimento de competências e habilidades ligadas ao uso das tecnologias no ambiente escolar, formação de professores, capacitação da população adulta de olho no mercado de trabalho e apoio à pesquisa.
Durante a discussão do projeto, o Palavra Aberta trabalhou intensamente para que a educação digital fosse entendida de maneira mais ampla, incluindo não apenas o uso da tecnologia mas também as reflexões necessárias para que esse uso seja responsável, crítico e reflexivo, de modo a garantir a plena participação de crianças e jovens na sociedade conectada. 

Para o instituto, é importante que esse público compreenda que é preciso desenvolver determinadas competências e habilidades para manusear as ferramentas tecnológicas e, assim, tirar delas um proveito que fortaleça questões de inclusão, justiça social e a própria democracia. Portanto, a educação como um todo tem muito a ganhar se o escopo do projeto original for ampliado, incluindo elementos de educação midiática.

A Política Nacional de Educação Digital segue agora para o Senado Federal.

Confira matéria no Palavra Aberta

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Investimento em publicidade digital quase duplica até 2026
Os gastos globais em publicidade digital vão passar dos 407 mil milhões de dólares estimados para 2022 para os 753 mil milhões em 2026, diferença que representa uma subida de 85%. As previsões são da Juniper Research que também destaca o papel que os anúncios dentro das aplicações móveis terão na evolução positiva da publicidade digital nos […]
TCU suspende mídia programática pelo Governo Federal
O Tribunal de Contas da União (TCU) determinou cautelarmente ao Ministério das Comunicações que cesse de imediato os investimentos do Governo Federal em campanhas publicitárias nas plataformas, canais ou mídias “cuja audiência ou público-alvo sejam estranhos ao que se pretende comunicar ou, ainda, que se relacionem a atividades ilegais”.Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail