Home / A transformação digital sem código

A transformação digital sem código

Fonte: Mercado e Consumo

7 de março de 2023

Quando a tecnologia da informação surgiu, a criação de soluções para negócios físicos ou digitais era uma tarefa complexa e intensiva em recursos. As empresas precisavam contratar desenvolvedores de software altamente qualificados para criar soluções personalizadas que atendessem às suas necessidades específicas.

Na minha jornada empreendedora, há 10 anos, quando existiam menos recursos digitais, eu fui um desenvolvedor frustrado. Tentei aprender PHP, orientação a objeto, estruturação de banco e vários outros conhecimentos de programação para colocar minhas ideias em prática.

E parecia que a cada aprendizado que eu buscava de software, mais eu me frustrava, pois não conseguia realmente tirar as minhas ideias do papel e aplicá-las em uma plataforma inteligente e prática dentro do meu negócio.

Isso mudou há um pouco mais de um ano, em dezembro de 2021. Um dia, que eu me lembro muito bem, me deparei com um anúncio no Instagram sobre como criar aplicações sem precisar digitar uma linha de código.

Eu ainda não sabia exatamente o que era. Mas aquilo deu um estalo na minha mente e eu resolvi usar o meu final do ano para fazer uma imersão de conhecimento em no-code.

Embora tivesse base de programação e UX, estava começando do 0. 

Na primeira semana, já comecei a rabiscar algumas soluções. Na segunda semana, eu já tinha meu primeiro aplicativo pronto, para analisar a rentabilidade das squads na minha operação. Nomeei-o de data-Driven.

Nessa mesma época, um grande amigo meu estava bem chateado, pois seu filho de 24 anos não conseguia achar algo que gostasse e já havia abandonado 2 faculdades. Em um jantar, conversei com ele e perguntei do que gostava. Ele me disse que amava tecnologia e sonhava em ser um nômade digital, mas não tinha ideia de como começar, estava fazendo farmácia, pois seu pai é empresário, farmacêutico e dono de lojas.

Então, convidei-o para fazer um teste.. Disse estar estudando uma nova tecnologia e que não precisava de nenhum background. Ele se apaixonou pelo desenvolvimento no-code e quanto mais eu ensinava, mais eu aprendia também.

E foi assim que ele, sem conhecimento nenhum de programação, UX e estrutura de dados, conseguiu em 3 meses, desenvolver um software de gestão de tarefas totalmente personalizado para a minha operação. 

Esse software mudou o jogo dos nossos processos operacionais e estratégicos. A era no-code definitivamente veio para ficar.

No-code e a transformação no mercado: por que startups no mundo todo estão usando no-code?

O desenvolvimento no-code é um processo de criação de aplicativos e soluções de negócio que não requer programação tradicional. Isso é possível graças a uma série de ferramentas e plataformas que permitem que usuários com conhecimento mínimo de codificação criem soluções sofisticadas. 

O desenvolvimento no-code está ganhando impulso no mundo todo, com plataformas como Webflow, Bubble e Flutter Flow ganhando popularidade rapidamente.

No Brasil, a plataforma de desenvolvimento no-code Bubble está se tornando cada vez mais popular. Essas ferramentas permitem que as empresas criem aplicativos personalizados sem precisar gastar grandes quantias de dinheiro com equipes de desenvolvimento de software.

Existem várias pesquisas que comprovam que o aprendizado em desenvolvimento no-code é mais rápido do que o de codificação tradicional. Um estudo realizado pela plataforma Bubble descobriu que os usuários que usavam a plataforma conseguiam criar aplicativos em uma média de 10 dias, enquanto que, no desenvolvimento de software tradicional, o mesmo processo levaria cerca de 2-3 meses.

Outra pesquisa realizada pela Forrester Consulting descobriu que a criação de aplicativos no-code pode ser até 10 vezes mais rápida do que a criação de aplicativos tradicionais.

Além disso, o desenvolvimento no-code pode economizar tempo em outras áreas também. Por exemplo, a construção de aplicativos com código pode ser muito demorada, especialmente quando é necessário depurar erros ou fazer alterações. 

No entanto, com as plataformas no-code, a depuração de erros é muito mais fácil e as alterações podem ser feitas rapidamente com apenas alguns cliques, economizando muito tempo e aumentando a eficiência geral do processo.

Essas descobertas são uma indicação clara de que o desenvolvimento no-code tem o potencial de revolucionar a maneira como as pessoas criam soluções de negócios e aplicativos, acelerando significativamente o processo e permitindo que as empresas respondam mais rapidamente às necessidades do mercado.

Desenvolvimento no-code:  por onde começar?

Atualmente existem várias plataformas disponíveis. Cada uma com seus próprios recursos e preços. Para os iniciantes, a Bubble é uma excelente escolha, pois oferece uma interface intuitiva, é fácil de usar e permite criar aplicativos web e móveis sem conhecimento prévio de codificação. 

Recentemente, tive a oportunidade de conhecer pessoalmente Renato Asse, um dos principais propagadores do no-code no Brasil, que atualmente é responsável por uma comunidade com mais de 10 mil alunos, o nome é Sem Codar. 

Sua metodologia vai bem direto ao ponto e através do curso você consegue em 1 semana já estar brincando no Bubble. Recomendo muito a quem quer começar a entrar nesse universo, assinar e fazer parte da sua comunidade.

O Bubble tem uma comunidade bem grande, com várias soluções e plugins já prontos e conta com uma API muito robusta. Conseguimos integrar com inúmeros softwares bem rápido, inclusive o Chat-GPT.

Desenvolvimento no-code: por que começar?

Além de todos os benefícios que já mencionei até aqui, o desenvolvimento no-code permite que as empresas se tornem mais ágeis e se adaptem rapidamente às mudanças do mercado. 

Isso é essencial em um ambiente de negócios em constante mudança. Além disso, as ferramentas de desenvolvimento no-code permitem que as empresas reduzam o tempo e o custo de desenvolvimento de software, permitindo que se concentrem em outras áreas de seus negócios.

Desenvolvimento no-code: o que pode ser criado

Aqui vai uma lista com todas as possibilidades de criação através do No-Code:

Marketplaces;

Fintechs;

Sistemas de gestão;

Delivery;

Plataformas EAD/cursos;

Redes sociais;

Gestão de investimentos;

Inteligência Artificial;

Automação de Whatsapp (ou qualquer API).

Um manifesto ao desenvolvimento no-code

O desenvolvimento no-code é a nova era da tecnologia que veio para ficar e revolucionar a maneira como as empresas e empreendedores criam soluções digitais. 

É uma ferramenta poderosa que capacita pessoas com diferentes níveis de habilidades técnicas a criarem produtos digitais de alta qualidade sem ter que escrever uma única linha de código.

Eu, um defensor do desenvolvimento no-code, acredito queessa abordagem é a chave para uma transformação digital bem-sucedida e ágil. Não é mais necessário depender exclusivamente de desenvolvedores altamente qualificados, caros e escassos. Com o no-code, qualquer pessoa pode aprender a criar aplicativos, sites, chatbots e muito mais, economizando tempo, dinheiro e recursos.

Além disso, o desenvolvimento no-code abre as portas para uma maior inovação e criatividade. Agora, as pessoas podem se concentrar em resolver problemas reais de negócios e criar soluções personalizadas para atender às necessidades exclusivas de seus clientes. Não há mais limitações impostas pela falta de habilidades técnicas.

É hora de abraçar o desenvolvimento no-code como um movimento transformador na nova era digital. Devemos valorizar a facilidade, a acessibilidade e a colaboração que essa abordagem oferece. Eu acredito que esse movimento irá democratizar o desenvolvimento de software e permitir que qualquer pessoa com uma ideia possa trazê-la à vida, independentemente do seu nível de habilidade técnica.

Está na hora de desbloquear seu potencial criativo, inovar rapidamente e construir um futuro melhor para o seu negócio. Vamos nos unir e criar um movimento poderoso para transformar a maneira como as soluções digitais são criadas e usadas. O desenvolvimento no-code é o futuro e o futuro começa agora!

Recomendação

Segue conteúdo da palestra do Renato Asse sobre no-code, ministrada no polo de inovação Acate em Florianópolis. 

Confira matéria no Mercado e Consumo

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Relatórios de transparência das big techs não são nada transparentes
Em intervalos regulares, as maiores empresas de tecnologia divulgam dados mostrando como estão respondendo aos desafios de comandar as plataformas que dominam o mundo. Os relatórios de transparência revelam com que frequência são tomadas medidas para combater conteúdo impróprio – nudez, terrorismo ou discurso de ódio – e as contribuições com autoridades para a aplicação […]
Presencial ou home office: as regras do trabalho das holdings no Brasil
Entre as diversas transformações trazidas pela pandemia de Covid-19, a discussão a respeito do modelo de trabalho ideal tem sido uma das mais recorrentes. Passado o período em que sair as ruas era uma proibição, as empresas tiveram de lidar com o desafio de pensar em como reocupar os escritórios de forma eficaz. Assim que as atividades […]

Receba a newsletter no seu e-mail