Home / X (ou Twitter) vai permitir a volta de anúncios políticos

X (ou Twitter) vai permitir a volta de anúncios políticos

Fonte: Olhar Digital

1 de setembro de 2023

Os anúncios políticos voltarão a ser liberados no X, antigo Twitter. A confirmação foi dada pela própria rede social comandada por Elon Musk sob a justificativa da liberdade de expressão. Essa é mais uma medida controversa da empresa, que vem afrouxando as regras de controle de conteúdo na plataforma nos últimos meses.

X promete regras para anúncios políticos
  • Segundo a rede social, serão aplicadas regras “específicas a postagens políticas promovidas pagas”, proibindo “a promoção de conteúdo falso ou enganoso”, bem como conteúdo “destinado a minar a confiança do público em uma eleição”.
  • A empresa também disse que planeja criar um “centro global de transparência de publicidade” para que os usuários possam rastrear anúncios políticos na plataforma.
  • O antigo Twitter ainda informou que está atualizando sua política de integridade cívica “para garantir o equilíbrio certo entre enfrentar os tipos mais prejudiciais de conteúdo … e não censurar o debate político”.
  • Os anúncios políticos haviam sido banidos da rede social em 2019, quando o então CEO Jack Dorsey afirmou que “o alcance da mensagem política deve ser conquistado, não comprado”.
Impacto nas eleições de 2024 nos EUA
  • A decisão de liberar os anúncios políticos pode ter implicações significativas nas próximas eleições presidenciais dos Estados Unidos, marcadas para 2024, segundo informações da Engadget.
  • O X disse que está em processo de contratação de pessoal para supervisionar as políticas de segurança e eleições, “para se concentrar no combate à manipulação, no surgimento de contas inautênticas e no monitoramento de perto da plataforma em busca de ameaças emergentes”.
  • No entanto, especialistas são céticos em relação à eficácia desse tipo de controle, ainda mais em um momento de grande divisão política no centro do debate político norte-americano.
Em busco de novas receitas com publicidade
  • A volta dos anúncios políticos também é considerada como uma forma da empresa de recuperar a receita perdida com publicidade nos últimos meses.
  • Muitos anunciantes deixaram o Twitter após fortes críticas sobre a falta de controle em relação aos conteúdos postados nas redes sociais, especialmente fake news.
  • A ARK Invest, por exemplo, reduziu a participação da empresa na rede social em 47% desde a aquisição de Elon Musk (veja mais clicando aqui).
  • Em meio ao cenário, Musk deixou o cargo de CEO da empresa, sendo substituído por Linda Yaccarino, ex-chefe de publicidade da NBCUniversal da Comcast.
  • Recentemente, ela afirmou que a plataforma está “perto do ponto de equilíbrio”.
  • “Coca Cola, Visa, State Farm, eles estão voltando – as últimas semanas foram de crescimento contínuo da receita”, disse Yaccarino.

Confira matéria no Olhar Digital

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Quais estratégias as campanhas promocionais demandam hoje?
As campanhas promocionais por muitos anos representaram boa parte das entregas das agências. Afinal, é preciso gerar receita para marcas também por meio da divulgação do melhor preço e oferta. De varejistas que colocavam apresentadores quase pulando para o outro lado da televisão até supermercados que trabalhavam com cores e confetes. De todo modo, as […]
Mundo ideal, mundo real e LGPD
Em artigo para o Propmark, Eliane Quintella, VP do Comitê de Jurídico da ABA e Head of Legal Department da Danone, explica a necessidade do adiamento da vigência da LGPD diante das mudanças de agendas exigidas pela pandemia. Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail