Home / WhatsApp é multado em US$ 267 milhões por quebrar regras de privacidade da União Europeia

WhatsApp é multado em US$ 267 milhões por quebrar regras de privacidade da União Europeia

Fonte: B9

2 de setembro de 2021

Empresa do Facebook Group vai recorrer da decisão, garantindo que é comprometido em prover um serviço seguro

O WhatsApp foi multado em US$ 267 milhões (mais de R$ 1 bilhão na cotação atual) por quebrar as leis de privacidade de dados da União Europeia. A Comissão de Proteção de Dados da Irlanda anunciou a decisão em um documento de 89 páginas, apontando que o WhatsApp não informou corretamente como lida com os dados de seus usuários.

Já havia sido exigido que o WhatsApp atualizasse seu sistema para deixar claro como lidaria com os dados de cada usuário. A medida foi possibilitada pelo novo Regulamento Geral de Proteção de Dados da Europa, que determina como as empresas de tecnologia podem coletar e usar os dados em todo o território da União Europeia.

A nova regulamentação entrou em vigor em 2018, e o WhatsApp foi uma das primeiras empresas a ser atingida com ações judiciais por quebra de privacidade e desrespeito à nova regulamentação. Ao The Verge, a empresa, que pertence ao Facebook Group, afirmou por meio de um porta-voz que vai recorrer da decisão.

“O WhatsApp está comprometido em prover um serviço seguro e com privacidade. Nós temos trabalhado para garantir que a informação que provemos é transparente e compreensível e continuaremos a fazer isso”, afirmou o porta-voz. “Nós discordamos da decisão relacionada à transparência que oferecemos às pessoas em 2018 e as penalidades determinadas são totalmente desproporcionais“, completou.

Confira a matéria no B9.

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Orçamentos de marketing no Reino Unido continuam diminuindo acentuadamente em meio ao impacto da Covid-19 (em inglês)
Empresas no Reino Unido registraram mais uma drástica redução nos orçamentos de marketing durante o 3º trimestre, de acordo com o mais recente IPA Bellwether Report. Leia Mais
Câmara do Conselho de Ética vota representações
O Conselho de Ética do Conar esteve reunido por meios virtuais na manhã de hoje, por meio da sua 2ª Câmara. Veja os resultados: Representação Nº 216/21, “Emma Sleep Comércio de Colchões Brasil – Travesseiro antiestresse”. Resultado: alteração agravada por advertência ao anunciante, por unanimidade. Representação Nº 235/21, “Ambev e Simone Mendes – Tarde de […]

Receba a newsletter no seu e-mail