Home / VMLY&R cria programa para acelerar formação de lideranças negras

VMLY&R cria programa para acelerar formação de lideranças negras

Fonte: Meio e Mensagem

25 de outubro de 2021

Par é um projeto que utiliza a metodologia do Goma, do Facebook, e conta com parceria dos Publicitários Negros

A VMLY&R estruturou um programa de equidade racial que utiliza a metodologia do Goma, iniciativa do Conselho de Clientes do Facebook, lançada em agosto, para ampliar o número de profissionais negros na agência. A iniciativa nasceu como resposta ao último censo realizado internamento e também como uma ação focada nos negócios e no mercado.

Segundo Valerya Borges, diretora de diversidade, equidade e inclusão da agência, a ideia é que o Par aconteça anualmente e, portanto, se torne uma política consistente da agência, orientada em métricas e intencionalidade. “Alinhado com o propósito da agência de criar marcas conectadas, o programa se conecta a uma demanda da sociedade, que pede mais que apenas aumentar o número de negros e negras nos times. É preciso que estejam também em cargos de liderança, contribuindo nas tomadas de decisão e na criação com ações socialmente coerentes e responsáveis”.

Formado por dois módulos, o projeto conta com parceria do grupo Publicitários Negros para mapear estagiários que podem fazer parte de cada uma das áreas da empresa. O processo de chamamento terá início em dezembro por meio das redes da agência e do coletivo.

Os contratados terão um programa de mentoria com participação de profissionais da VMLY&R e um curso de dois meses no qual serão apresentados ao dia a dia da agência e a conteúdos ligados à área de interesse. A expectativa é a de que os participantes do programa representem 40% do total de estagiários da agência.

Já a segunda etapa é a formação de lideranças com uma mentoria de cerca de seis meses, ministrada pelas lideranças da VMLY&R. A seleção interna será conduzida por um sistema de avaliação e identificação de potencialidades e terá início em novembro. O RH da agência apoiará o processo e, no final, esses talentos serão alçados a posições de gestão na empresa.

Confira matéria completa no Meio e Mensagem

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Eugênio Bucci: ‘democracias sólidas têm regulação forte da comunicação’
A falta de regulação atual, democrática e moderna dos meios de comunicação causa um déficit democrático ao Brasil, na opinião do jornalista Eugênio Bucci, professor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. “As democracias sólidas têm uma regulação muito forte da comunicação”, observou ele em conversa com o jornalista Breno Altman, […]
Consumidor busca empresa sustentável e transparente
Vida saudável e sustentável 2020: estudo global de percepções do consumidor, mostra que mais de 80% deles esperam que as empresas informem sobre os seus processos produtivos. Além de que as empresas não agridam o meio ambiente, para 70% e mais de 60% esperam que as companhias estabeleçam metas para tornar o mundo melhor. Leia […]

Receba a newsletter no seu e-mail