Home / Telegram assina acordo com o TSE para combater fake news nas eleições

Telegram assina acordo com o TSE para combater fake news nas eleições

Fonte: Veja

25 de março de 2022

Plataforma se comprometeu a identificar postagens que promovam a desinformação e a remover conteúdo que viole regras

O Telegram assinou nesta sexta-feira, 25, termo de adesão ao Programa Permanente de Enfrentamento à Desinformação no Âmbito da Justiça Eleitoral, promovido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A parceria tem como objetivo combater os conteúdos falsos relacionados ao processo eleitoral e o sistema eletrônico de votação.

O acordo não tem implicações financeiras entre o Telegram e o TSE. Pelo termo, o aplicativo de mensagens se compromete a manter o sigilo necessário sobre as informações a que tiver acesso ou conhecimento no âmbito do TSE, salvo autorização em sentido contrário do tribunal.

Já participam do programa as plataformas Google, WhatsApp, Twitter, Facebook, TikTok e Kwai, além de agências de checagem, partidos políticos, entre outros. O programa tem como foco ampliar a divulgação de informações oficiais sobre as eleições de outubro. Outras iniciativas incluem a exclusão de conteúdos manifestamente inverídicos, considerados nocivos ao curso normal do pleito.

A parceria foi firmada depois de o Telegram ter nomeado seu representante no Brasil, o advogado Alan Campos Elias Thomaz. A medida foi tomada após o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal ter bloqueado o funcionamento do aplicativo no país, sob a justificativa de que a plataforma não teria cumprido ordens judiciais anteriores.

No sábado (20), Moraes revogou o bloqueio. O ministro disse ter recebido manifestação do Telegram informando o cumprimento das ordens anteriores, que incluíam o bloqueio de contas no aplicativo e a eliminação de mensagens falsas, bem como a adoção de diversas medidas para combater a disseminação de notícias falsas e desinformação.

Confira matéria na Veja

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Agência regulatória do Reino Unido defende regulação de inteligência artificial na internet
A Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA) do Reino Unido publicou uma pesquisa a respeito dos efeitos dos algoritmos na redução da competição e dano aos consumidores. A CMA defende que a inteligência artificial que filtra o conteúdo online deve ser objeto de regulação.Leia Mais
El Ojo de Iberoamérica 2020 recebe inscrições para Concurso Novos Talentos
A edição de 2020 do Festival Internacional El Ojo de Iberoamérica apresenta os briefs do Concurso Novos Talentos 2020, voltado a jovens profissionais e estudantes.Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail