Home / Presidente da EA defende publicidade nos jogos “desde que seja bem feito”

Presidente da EA defende publicidade nos jogos “desde que seja bem feito”

Fonte: Adrenaline

12 de maio de 2022

A publicidade em jogos tem se tornado um assunto cada vez mais recorrente e o foi a vez do CEO da Electronic Arts dar seu pitaco sobre toda essa situação.

Ao ser questionado sobre a introdução de anúncios em jogos, Andrew Wilson, CEO da EA, respondeu que “existe um lugar para publicidade nos jogos, quando bem feito“.

Ao falar sobre as projeções de ganhos da EA para o quarto trimestre de 2022, o tópico sobre a publicidade in-game (inserida diretamente no jogo) em games free-to-play. Esses questionamentos aparecem em um momento onde a Playstation e a Xbox sinalizam integrar esse tipo de ação em seus jogos.

Recentemente, a Microsoft relatou que um programa focado em inserir anúncios em seus jogos gratuitos está em desenvolvimento. Com este programa, espera-se criar um fluxo de receita para os desenvolvedores, o que daria mais liberdade criativa a eles, permitindo focar no conteúdo, sem ter que incluir passes de temporada ou customizáveis pagos, por exemplo.

A EA já havia tentado agregar propagandas em seus jogos. Um exemplo recente é com Battlefield 2042, que no ano passado recebeu outdoors dentro do jogo, com anunciantes, o que gerou uma resposta negativa dos jogadores.

Mas Wilson afirmou que a EA quer “garantir que a experiência do jogador seja a melhor possível que possamos oferecer“. Ele acrescentou que vários modelos foram testados para esse tipo de anúncio in-game, com alguns sendo suspensos ao longo do tempo e outros continuarem, sempre pensando na experiência do jogador.

O que temos visto em geral na mídia de entretenimento e até mesmo em jogos, principalmente em jogos para celular, é que há um lugar para publicidade quando feito corretamente. Existe uma parte da comunidade que, quando dada a escolha, vai participar da publicidade caso isso beneficie a sua experiência de jogo“, disse Wilson.

Existe muita especulação em como essas propagandas podem afetar os jogos. Há diversos pontos positivos e negativos, que podem influenciar  não só a experiência do jogador e o conteúdo do jogo, mas em como os jogos serão pensados e desenvolvidos daqui para frente, caso essa se torne uma prática comum no mercado de jogos.

Confira matéria no Adrenaline

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Representantes de agências divergem sobre regulação proposta pela ABA
ABAP, Fenapro e Sinapro-SP rebatem propostas da ABA. Mario D’Andrea, presidente da ABAP, lembra que foi o mercado, unido, que criou o CENP como um fórum adequado para discutir a autorregulamentação. “Abandonar o debate é jogar contra a imparcialidade, o equilíbrio entre os interesses”, diz. Para Eduardo Simon, vice-presidente da ABAP, “convidar para o diálogo já […]
Público aponta TV como meio mais confiável para se informar sobre o coronavírus, mostra pesquisa (vídeo)
Segundo pesquisa da Kantar Ibope Media, para 79% dos entrevistados, a TV é o meio mais confiável para se informar sobre o coronavírus, e 77% apontaram os telejornais como a principal fonte de informação a respeito da doença.Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail