Home / Orlando Silva: STF não pode ser o único contra fake news

Orlando Silva: STF não pode ser o único contra fake news

Fonte: Poder360

1 de maio de 2022

Congressista disse que o caminho mais provável é a criação de uma comissão especial para votar projeto

O deputado Orlando Silva (PC do B-SP) disse neste domingo (1º.mai.2022) que o STF (Supremo Tribunal Federal) não pode ser o único no combate às fake news. Cobrou atuação do Congresso para votar projeto contra a desinformação para que as cortes superiores não tenham que legislar sobre o tema. “Depois não adianta reclamar do ativismo judicial”, declarou.

A fala foi feita ao Poder360 durante manifestação de 1º de maio contrária ao presidente Jair Bolsonaro (PL). A Câmara rejeitou a urgência do projeto das fake news em abril. Orlando Silva é relator do texto. O deputado disse que há duas alternativas: votar novamente o requerimento de urgência ou criar uma comissão especial. Segundo ele, o presidente Arthur Lira (PP-AL) é favorável à 2ª proposta.

“Não é adequado que o Poder Judiciário seja responsável por tudo no Brasil. O Parlamento não pode ser omisso. Tem que assumir suas responsabilidades e se posicionar diante dos diversos temas. Eu acho que a Câmara erra se for omissa no combate à desinformação”, disse.

O deputado disse a criação de uma comissão especial é o caminho “mais provável”. O congressista declarou que é “impossível” saber o nível de apoio ao texto, mas que não há unanimidade. “Mesmo a minha bancada tem item do projeto que não concorda. […] O desafio nosso é fazer uma convergência para que tenha o máximo apoio possível, mas não há uma unanimidade porque o projeto é complexo, é uma matéria nova, polêmica e é normal que seja assim”, disse.

ATO DE 1º DE MAIO A manifestação na Praça Charles Miller, no Pacaembu, contou com a presença do ex-presidente Lula, da presidente nacional do PT Gleisi Hoffmann, do ex-ministro Fernando Haddad, do vereador Eduardo Suplicy, dos deputados federais Orlando Silva (PCdoB-SP) e Ivan Valente (Psol-SP) e do coordenador do MTST Guilherme Boulos. O ato foi organizado pela CUT (Central Única dos Trabalhadores) e outras centrais….

A manifestação teve baixa adesão. Durante o discurso no palco, Orlando Silva disse que é preciso lutar contra a fome, o desemprego e a miséria. “O caminho é um só: derrotar Jair Bolsonaro, esse fascista. Temos que eleger o presidente Luiz Inácio Lula da Silva”, disse. O evento teve como tema “Emprego, Direitos, Democracia e Vida”.

Confira em Poder360

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

TCU recomenda que o próprio governo pague honorários às agências pela mídia digital
Se o Ministério das Comunicações (MCom) aceitar a recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU), as agências de publicidade vão passar a ser remuneradas pela mídia que fizerem nos meios digitais. Em Acórdão publicado na sexta-feira, 06/05, no Diário Oficial da União e assinado pelo ministro Walton Alencar Rodrigues, o TCU recomendou à Secom/MCom que estude […]
Quais fatores influenciam a decisão de compra dos brasileiros?
Estudo “Hábitos e tendências de consumo do brasileiro no início de 2017”, realizado pela Deloitte, mostra que o principal fator levado em consideração é o desconto.

Receba a newsletter no seu e-mail