Home / Nielsen é vendida a consórcio de private equity

Nielsen é vendida a consórcio de private equity

Fonte: Meio e Mensagem

29 de março de 2022

Por US$ 16 bilhões, grupo diz que posicionará a empresa de insights competitivamente

Um consórcio de empresas de private equity liderado pela Evergreen Coast Capital Corp. e Brookfield Business Partners adquiriu a Nielsen pro US$ 16 bilhões. A oferta foi de US$ 28 por ação. O anúncio da venda acontece semanas antes do upfront da empresa. A aquisição será finalizada na segunda metade deste ano, após aprovação regulatória e dos acionistas.

De acordo com a Evergreen Coast Capital Corp., a compra não altera a qualidade do serviço prestado pela empresa de dados e insights, alegando que ela continuará com o padrão “ouro” na medição de dados de audiência. O consórcio fará com que a empresa seja melhor posicionada para acompanhar as mudanças do consumidor e pretende ajudar a “levar o mercado para a próxima geração de medição de audiência”, disse Dave Gregory, sócio-gerente da Brookfield Business Partners, em comunicado.

Na semana anterior, o board de diretores da Nielsen recusou uma proposta de aquisição pelo valor de US$ 15 bilhões de outro consórcio de private equity afirmando que o valor de US$ 25,40 por ação desvalorizava a empresa. Desta vez, o conselho diz que essa transação representa um resultado atraente para os acionistas, “ao mesmo tempo em que apoia o compromisso da Nielsen com nossos clientes, funcionários e stakeholders. O Consórcio vê todo o potencial da posição de liderança da Nielsen na indústria de mídia e o valor único que oferecemos para nossos clientes em todo o mundo”, disse James A. Attwood, presidente do conselho de administração da Nielsen, em comunicado.

Durante os últimos dois anos, a Nielsen tem enfrentado desafios e questionamentos em relação ao seus serviços de métricas. Em dezembro de 2021, a empresa informou aos clientes que subnotificou audiências fora de casa para programação de TV nacional desde setembro de 2020. Este mês, o Video Advertising Bureau disse que a empresa estava trabalhando com dados inutilizáveis e programadoras como NBCUniversal, WarnerMedia e ViacomCBS, começaram criar suas próprias alternativas de medição. A empresa também está sendo processada pelo grupo de mídia EUA Entertainment Studios por “deturpação fraudulenta e fraude por ocultação”.

Confira matéria no Meio e Mensagem

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Publicidade no Gmail torna Google alvo de queixa na Europa
O Google se tornou alvo de uma queixa na Europa por enviar publicidade para a caixa de entrada de usuários do Gmail. O feito viola uma decisão judicial da União Europeia que exige que anúncios sejam enviados mediante autorização prévia.   A denúncia foi feita pelo grupo austríaco de advocacia noyb.eu (None Of Your Business) ao órgão de proteção […]
GT Digital do Conar retoma atividades
O Grupo de Trabalho Digital do Conar vai retomar as suas atividades em fevereiro. Composto por especialistas indicados pelas entidades fundadoras do Conar e por representante da sociedade civil, o GT Digital é instância técnica para a discussão, pesquisa e formulação de sugestões para melhorar a implementação das regras de autorregulação para a publicidade digital. […]

Receba a newsletter no seu e-mail