Home / Nove meses após comunicar fusão, WPP lança EssenceMediacom

Nove meses após comunicar fusão, WPP lança EssenceMediacom

Fonte: Meio e Mensagem

31 de janeiro de 2023

Resultado da junção entre Essence e Mediacom, agência faz parte do braço de mídia da holding, GroupM; no Brasil, a operação será operada pela Blinks Essence

Depois de ter anunciado a fusão de duas de suas marcas de mídia, Essence e Mediacom, o WPP lança oficialmente a EssenceMediacom, agência que faz parte do GroupM, rede global de mídia da holding.

Formada por 10 mil pessoas distribuídas por 120 escritórios em diversos países, a companhia tem o objetivo de oferecer inovações de marketing, soluções de mídia e gestão de dados para os clientes.

A agência é comandada pelo CEO global Nick Lawson e, no Brasil, o escritório será conduzido pela Blinks Essence, que adota a nova marca e segue sob o comando do CEO Willie Taminato e das lideranças Bruna Croce (people experience & operations), Renata Reis (CFO), Gabriela Novaes (marketing & growth), Helio Balbi (data & tech), Isabella Rodrigues (client services), Laressa Beringer (client services) e Geane Mota (client services).

Antes da fusão, a Mediacom já era a maior rede de agências de mídia do mundo, de acordo com o Ad Age Datacenter de 2021. Com a Essence, que figurava em 14º lugar no ranking, a empresa passa a somar mais de US$ 2,1 bilhão. Wavemaker e Mindshare são a segunda e terceira maiores agências de mídia do GroupM, respectivamente.

Entre os principais clientes da EssenceMediacom estão Airbnb, Adidas, Coca-Cola, Dell, Google, P&G e Uber.

Confira matéria Meio e Mensagem

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Ministro do STF quer responsabilizar ‘Big Techs’ por falas na internet
Em debate promovido pela FGV e a Embaixada da Alemanha, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), disse acreditar que grandes grupos de internet devem ser responsabilizados por abrigarem usuários que propagam discursos de ódio e defendeu que uma das soluções é a classificação dessas companhias como empresas de mídia. Leia Mais
Entenda como a Lei de Serviços Digitais pode impactar empresas de tecnologia (e se pode chegar ao Brasil)
Nos últimos meses, a União Europeia (UE) protagonizou intensos embates com empresas de tecnologia global a fim de assegurar a criação e cumprimento de normas reguladoras para o setor. Após intensas 16 horas de negociações, o bloco aprovou a Lei de Serviços Digitais (ou Digital Services Act, em inglês). A nova legislação prevê maior controle e impõe novas limitações para empresas de tecnologia […]

Receba a newsletter no seu e-mail