Home / Nova gestão do Conar

Nova gestão do Conar

Autoria: Conar

7 de julho de 2022

Sergio Pompilio foi eleito presidente do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária, para o mandato 2022/2024, a ser iniciado em 15 de julho. Ele sucede a João Luiz Faria Netto, que presidiu a entidade desde 2018.

À frente de chapa única, que conta também com Eduardo Simon, Paulo Tonet Camargo e Marcelo Rech como vice-presidentes e Cristiane Camargo e Daniela Gil Rios como diretoras, Pompilio foi eleito durante reunião virtual do Conselho Superior do Conar, no qual têm assento representantes das suas entidades fundadoras e cofundadora, Aba, Abap, Abert, Aner, ANJ, Central de Outdoor e IAB Brasil.

A reunião foi aberta por Faria Netto, que saudou a escolha do seu sucessor e agradeceu ao trabalho de seus companheiros de diretoria, Luiz Lara, Armando Strozenberg, Bruno Bonfanti, e de Cyd Alvarez, que presidiu a 1ª Câmara durante a sua gestão, e que deixam agora o Conar. Faria Netto também agradeceu ao empenho da equipe do Conar e de seu antecessor no cargo, Gilberto C. Leifert, que deixa o Conselho Superior, do qual era membro nato, pela condição de ex-presidente. Leifert trabalhou de forma voluntária para o Conar, de maneira ininterrupta, desde 1990. Entre 1980 e 1985, foi o primeiro diretor executivo da entidade. A Pompilio, Faria Netto desejou sucesso. “Você está plenamente capacitado a dirigir o Conar e a autorregulamentação publicitária, estes exemplos de civilidade para a sociedade brasileira”, disse ele.

O novo presidente, por sua vez, elogiou a gestão de Faria Netto em meio à pandemia e outros tantos desafios. “Foi um trabalho excepcional”, disse, citando também a equipe do Conar. Pompilio afirmou encarar com humildade a missão de presidir a entidade. “Vivemos um momento de total reinvenção da publicidade, provocada principalmente pela digitalização da comunicação. Estamos sendo testados ao limite em nossa criatividade, eficiência e competitividade, mas sem perder nunca o norte da ética. Num ambiente mutante e por vezes selvagem, a autorregulamentação é um caminho seguro. Temos de seguir honrando o extraordinário legado de nossos antecessores, amplamente reconhecido”, disse, afirmando que conta com a proximidade e cooperação de todos em sua gestão. “É um grande desafio. Ninguém trabalha sozinho”, disse Pompilio.

Marco Bebiano e Cristiane Camargo, pelo IAB Brasil, Nelcina Tropardi, pela Aba, Flavio Lara Resende, pela Abert, Marcelo Rech, pela ANJ, Marcelo de Salles Gomes, pela Aner, Eduardo Simon, pela Abap, e Luiz Roberto Valente Filho, pela Central de Outdoor, manifestaram-se a seguir, destacando o trabalho de Faria Netto e sua equipe e desejando sucesso a Pompilio. “Agradeço, em nome de todos, ao João Luiz pelo tempo dedicado ao Conar e antecipo nossos agradecimentos ao Sergio pelo muito tempo que ele certamente vai dedicar à autorregulamentação nos próximos anos”, disse Regina Bucco, uma das representantes da Aner.

Edney Narchi e Juliana Nakata Albuquerque seguem como Vice-Presidente Executivo e Diretora de Acompanhamento Processual e Coordenação do Conselho de Ética.

Sergio Pompilio tem uma longa militância no Conar, tendo sido antes presidente da 2ª Câmara do Conselho de Ética e depois 1º vice-presidente da diretoria nos últimos quatro anos. Advogado formado pela Universidade Mackenzie, é pós-graduado em direito empresarial pela PUC e em direito tributário pela USP, com MBA pela Fundação Getúlio Vargas e extensão na Crainfield School of Management na Inglaterra. Ele é vice-presidente de Relações Governamentais e Políticas Públicas da Johnson & Johnson para América Latina e possui larga experiência no mundo corporativo, tendo liderado as áreas legais, de comunicação corporativa e compliance de grandes corporações, como Avon e AstraZeneca. É presidente do Conselho Superior da ABA e do Sindicato da Indústria de Perfumaria e Artigos de Toucador no Estado de São Paulo, Sipatesp. Foi presidente da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, Abihpec, e da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas, ABEVD.

Presidentes das Câmaras do Conselho de Ética na gestão 2022/2024

1ª Câmara, com sede em São Paulo: Adriana Pinheiro Machado

2ª Câmara, com sede em São Paulo: Vanessa Vilar

3ª Câmara, com sede no Rio de Janeiro: Rafael Menin Soriano

4ª Câmara, com sede em Brasília: Flavio Lara Resende

5ª Câmara, com sede em Porto Alegre: Antonio Carlos de Moura

6ª Câmara, com sede em São Paulo: Nelcina Tropardi

7ª Câmara, com sede em São Paulo: Luiz Roberto Valente Filho

8ª Câmara, com sede no Recife: a ser indicado nos próximos dias

Conselho Superior tem novos integrantes

Os novos integrantes do Conselho Superior do Conar para o biênio 2022/2024 foram empossados na manhã de hoje. O órgão, que tem funções normativas e de administração da entidade, passa a ter a seguinte formação:

Aba

Nelcina Tropardi, Sergio Pompilio e Vanessa Vilar

Abap

Adriana Pinheiro Machado, Eduardo Simon e Maria Laura Nicotero

Abert

Caio Luiz Cibella de Carvalho, Fernando Justus Fischer, Fernando Vieira de Mello, Flávio Lara Resende, Hiran Silveira e Paulo Tonet Camargo


Aner

Marcelo de Salles Gomes, Rafael Menin Soriano e Regina Bucco

ANJ

Antonio Carlos de Moura, Marcelo Rech e Paulo Pessoa

Central de Outdoor

Luiz Roberto F. Valente Filho, Valério Junkes

IAB Brasil

Cristiane Camargo, Marco Bebiano, Nina Dragone

Membro nato

João Luiz Faria Netto, é o Conselho Superior que elege a diretoria da entidade, sendo formado por representantes designados pelas fundadoras e cofundadora do Conar.

Confira no Conar

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Big Techs na mira de EUA e UE em memorando que antecede reunião de tecnologia e comércio (em inglês)
Os EUA e a UE planejam adotar uma abordagem mais unificada para limitar o poder de mercado das Big Techs, de acordo com o rascunho de um memorando de reunião do Conselho de Comércio e Tecnologia EUA-UE que deve ocorrer no próximo dia 29.
Facebook censura discussão de funcionários sobre banir Trump da plataforma após presidente tentar incitar manifestantes (em inglês)
Menos de uma hora depois que funcionários começaram a discutir, por meio de mensagens internas, se o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deveria ser banido do Facebook por incitar protestos no Capitólio, a plataforma, sem explicações, bloqueou os comentários. Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail