Home / Nova direção e foco em tendências: a volta do Festival de Publicidade de Gramado

Nova direção e foco em tendências: a volta do Festival de Publicidade de Gramado

Fonte: Meio e Mensagem

11 de agosto de 2022

Liderado por Andressa Martins, encontro que celebra a criatividade brasileira volta a acontecer de 24 a 26 de agosto após anos de interrupção

Há alguns meses, Andressa Martins, a primeira mulher a dirigir o Festival Mundial de Publicidade de Gramado, iniciou conversas com o mercado com a ideia de trazer uma edição do evento, que celebra a criatividade e trabalhos das agências e marcas, para a cidade de São Paulo. Contudo, a retomada na capital paulista, na visão da diretora, tiraria do festival um de seus principais ativos: sua essência.

Agora, após 6 anos de hiato (a última edição presencial aconteceu em 2016), o evento volta a acontecer em sua cidade natal, Gramado, no Rio Grande do Sul, entre 24 e 26 de agosto. Inicialmente, o retorno estava previsto para acontecer em 2020, mas foi impossibilitado pela Covid-19. “A partir da pandemia começamos a conversar sobre a possível transição e pensamos em como poderia funcionar a entrada de uma mulher no evento para fazer algo diferente”, lembra Andressa. A profissional é sobrinha de João Firme, executivo que liderou o Festival desde 1976.

A experiência da nova líder foi sendo construída ao longo dos anos. Andressa trabalha no backstage do festival desde os 13 anos e foi responsável por idealizar as edições do Festival que aconteceram no exterior, já tendo operado na França, Japão e Estados Unidos. Contudo, ela declara que a atuação agora, na retomada do projeto, não tem sido fácil. Grávida e parte da comunidade LGBTQIA+, Andressa diz sentir na pele a falta de identificação que vem encarando durante a organização.

“O Festival está sendo muito desafiador nessa volta, achei que fosse ser mais fácil. […] Está sendo um momento importante para que a gente coloque a cara no mercado e mostre que é possível fazer isso”, comenta ao apontar a relevância que procura trazer para temas como acessibilidade e diversidade nos palcos. “Vejo o festival como um proposito hoje. Já via antes, mas não tinha esse espaço”, completa. As temáticas que serão abordadas podem ser vistas já no site do evento, que conta com acessibilidade em libras.

Os assuntos da transformação

Entre as mudanças que ocorreram entre 2017 e 2022 está a ascensão das plataformas digitais a partir da produção de conteúdo. Mirando no marketing de influência como um dos pilares da edição, o Festival firmou parceria com a Mfield, agência responsável por auxiliar na montagem e desenvolvimento do line-up do festival. Trazendo temas atuais como games, NFTs, metaverso, cultura do cancelamento e branded content, alguns dos nomes já confirmados são Rachel Maia, a influenciadora Gabi Lopes; Manzar Feres, diretora de negócios integrados em publicidade da Globo; e Flávio Santos, CEO da Mfield.

Acompanhando as transformações fomentadas pela pandemia, o evento acontece neste ano de forma híbrida, com programação presencial e transmissão online. A Band e o Grupo Box Brazil transmitirão alguns painéis, atingindo 14 mil lares pelo Brasil. Já no modelo presencial, a organização espera receber, ao todo, de 1.500 a 2 mil pessoas nos três dias de Festival.

Visando ainda aproximar o público e incentivar conexões e produção de conteúdo, a Rua Coberta de Gramado, um dos principais pontos turísticos da cidade, irá receber uma casa de vidro do estilo das velhas conhecidas do Big Brother Brasil. Andressa lembra que a ideia embrionária do projeto surgiu em 2017 e está tomando forma neste ano ao lado da Mfield, com o apoio da Prefeitura de Gramado. “Nesse meio tempo, como o Festival sempre teve como foco o conteúdo, sentimos que os patrocinadores queriam oferecer mais que um palco e conteúdo em stands”, explica a CEO. “A ideia é anunciar para o mundo a volta do Festival e não só para o nosso grande pequeno público. Queremos ter uma constrição que pode ser vista por todos”, detalha.

Alguns dos patrocinadores do evento são: NZN, Band, SBT, RBS no Sul, e, entre os apoiadores, estão empresas como Hand Talk, Branded Content Brasil, além do Meio & Mensagem.

Propósito na realidade

Ao lado do coletivo Papel & Caneta e da FlagCX, Gramado será palco também para uma homenagens a jovens que têm sido peças chave na promoção de mudanças e impactos positivos para a sociedade. Batizada de “Vozes”, a iniciativa escolherá 19 nomes que fazem a diferença em seis áreas: novas lideranças, carreira, negócios, educação, projeto e plataforma.

“Pela primeira vez o Papel & Caneta tem jurados, coisa que nunca tinha antes, e também estamos colaborando com o Festival Brasileiro, o que ocorria só com o Cannes Lions”, explica André Chaves, idealizador do Papel & Caneta. A seleção está sendo feita por meio de áudios de até 5 minutos, que serão julgados pela banca – que conta com nomes como Ícaro Dória e Bianca Guimarães – e apresentados durante a homenagem. De acordo com Chaves, esse é um formato “muito íntimo” para que o profissional brasileiro se conecte com os personagens selecionados.

Confira matéria no Meio e Mensagem

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Brasil é um dos países que mais consome pirataria no mundo
A empresa de cibersegurança Akamai publicou o seu mais recente relatório sobre o consumo de pirataria , o “Piratas à vista”. Em colaboração com a companhia antipirataria MUSO, como os usuários em formas de consumo, como os usuários em formas de consumo, até os conteúdos e o volume de pirataria países. O Brasil é o 5º país no ranking global de acessos […]
Telegram é acusado de descumprir acordo de combate às fake news
O aplicativo de mensagens Telegram havia feito um acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no qual se comprometeu a adotar medidas para combater fake news sobre as eleições no Brasil. Contudo, o prazo para apresentação de um plano de ação expirou e até agora o mensageiro não apresentou quais ações seriam feitas para coibir a prática. […]

Receba a newsletter no seu e-mail