Home / Marketing agrega valor ao agronegócio, setor quase anônimo para o consumidor

Marketing agrega valor ao agronegócio, setor quase anônimo para o consumidor

Fonte: Propmark

31 de agosto de 2023

Incontestavelmente, o agronegócio apresenta números importantes para o cenário econômico brasileiro. De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, o PIB do agronegócio nacional registrou um crescimento de 0,19% no primeiro semestre de 2023. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a participação da agropecuária na economia brasileira chegou a 7,9% do PIB  em 2022, alcançando R$ 675 bilhões.

O ecossistema do agronegócio se desdobra em muitas etapas e toda essa engrenagem não funcionaria sem um protagonista: o marketing. Enquanto o agronegócio é uma peça-chave na balança comercial do país, o marketing aparece como uma ferramenta indispensável para potencializar este setor e agregar valor a essa força produtiva.

Para  Luciana Florêncio, professora do programa de pós-graduação em administração da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), o marketing se faz importante para todos os setores e todas as empresas que têm concorrência, ajudando como uma ferramenta para estabelecer uma vantagem competitiva no mercado.

“No agronegócio, assim como em outros modelos de negócios, é necessário que existam gestores pensando estrategicamente o marketing, ou seja, a forma com que a empresa se posiciona frente a seus concorrentes, quem são estes concorrentes, a precificação de seu produto, seu público-alvo e diversas outras faces do marketing, que não se resume apenas à comunicação”, explica.

Roberto Kanter, professor de MBAs da Fundação Getulio Vargas, complementa a fala da professora explicando a importância do marketing para o setor. “Marketing é sobre a capacidade que você tem de atrair, educar e chamar a atenção de um possível cliente. Além de ajudar a reter esse cliente com estratégias de relacionamento e fidelidade”, diz o especialista.

Apesar de o marketing já ser entendido como um processo indispensável para a indústria agro, ainda existem diversos desafios a serem superados.

Anonimato
Embora esteja presente no dia a dia de todos os brasileiros de uma forma ou outra, o agronegócio se estabeleceu como um setor praticamente anônimo, passando despercebido pelo consumidor final.

Aline Hasse, sócia e diretora do comercial e operações da agência Memo – especializada em serviços de marketing para empresas do setor agro –, declara que escuta muito que o agronegócio se comunica apenas com o agronegócio.

“É por isso que a sociedade não se liga para tudo que o agronegócio significa no nosso cotidiano. Tudo que fazemos, usamos e consumimos passa pelo agronegócio porque ele é um setor primário, sendo assim, ele também deve ser comunicado”, afirma.

Neste contexto, o marketing chega ao setor com o objetivo de tirar o agronegócio do anonimato e conversar com toda a cadeia, desde os produtores rurais até os consumidores finais.

Para que ações de marketing nesse mercado sejam promissoras, se faz necessário um olhar holístico e uma abordagem que compreenda não somente o produto oferecido pela empresa, mas que inclua também toda a jornada de produção, desde o campo até a mesa do consumidor.

Estratégias
Com um olhar voltado especialmente para clientes do agronegócio na agência Memo, Hasse continua dizendo que a audiência e o público-alvo do agro são muito diferentes. “Para que a relação agência e cliente funcione, os publicitários precisam estar dispostos a conhecer o campo, conversar com agricultores e com o time comercial do cliente. São muitos pontos que precisam ser considerados antes da criação de uma campanha que vai rodar em um grande veículo”, explica a executiva.

A estratégia deve envolver também diversos aspectos, como sustentabilidade, rastreabilidade, qualidade e, claro, responsabilidade social. Afinal, o consumidor contemporâneo valoriza não apenas o produto em si, mas todo o processo por trás dele.

Confira matéria no Propmark

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Reino Unido segue Espanha e vai endurecer regras para publicidade de criptomoedas
Na mesma semana em que a Espanha anunciou novas medidas para regular a publicidade de criptomoedas, o órgão regulador monetário do Reino Unido propôs endurecer as regras para publicidade de criptoativos, principalmente com caráter duvidoso.
Autoridade de proteção de dados da Bélgica investiga falha em framework de consentimento de rastreamento de publicidade do IAB Europa (em inglês)
A autoridade de proteção de dados da Bélgica investiga denúncia de que o uso de dados pessoais no real-time bidding (RTB) na publicidade programática desenvolvido pelo IAB Europa para atender à GDPR é incompatível com as regras de segurança de dados da UE. Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail