Home / João Luiz trabalha para autorregulamentação desde a criação do Conar

João Luiz trabalha para autorregulamentação desde a criação do Conar

9 de setembro de 2022

João Luiz Faria Netto está ligado ao Conar desde a fundação da entidade, em 1978, sendo o redator do seu primeiro estatuto e um dos responsáveis pelas negociações que levaram à aceitação da autorregulamentação pelas autoridades públicas, que ameaçavam naquela altura criar um órgão de censura prévia à publicidade.

Advogado especializado em Direito à Informação, trabalhou como jornalista no Jornal do Brasil e na área jurídica da Rede Globo e Rede Manchete. Além de Conar, manteve intensa atividade associativa, na ANJ, Cenp, Sindicato de Agências de Propaganda do Estado do Rio de Janeiro, Abap-Rio e Associação Brasileira de Propaganda, entre outras. João Luiz deixou a presidência do Conar em julho, passando a integrar o Conselho Superior da entidade.

Os quatro anos da gestão de João Luiz à frente do Conar foram marcados acima de tudo pela pronta reação da entidade à pandemia, tendo o Conselho de Ética seguido com a sua ação já nos dias seguintes à decretação das restrições de circulação. As reuniões, inclusive de conciliação, passaram a ser realizadas por meios virtuais, totalizando mais de 130 até o momento, com forte adesão dos conselheiros e das partes envolvidas nas representações. Em paralelo, o Conselho Superior aprovou nota técnica sobre publicidade de produtos e serviços com referência à Covid-19, em especial de medicamentos e suplementos alimentares e produtos de limpeza e desinfecção de objetos e superfícies.

Importante também a aprovação por Assembleia Geral de mudanças no Estatuto Social do Conar, pelas quais o IAB Brasil passou a integrar o Conselho Superior; ficou limitado a uma reeleição o mandato do presidente; e definido um rodízio na presidência da entidade a partir de 2022, entre representantes de anunciantes, agências e meios de comunicação. Aprovou-se ainda a criação de uma 4ª vice-presidência, específica para assuntos de tecnologia.

Outra realização marcante foi a rápida adequação da autorregulamentação à explosão dos influenciadores digitais na publicidade, a partir da criação, em 2019, do Grupo de Trabalho para a Publicidade Digital, com a participação de especialistas, representantes da ABA, Abap, Abert, IAB Brasil, Conselho de Ética e Corpo Técnico do Conar.

O trabalho do Grupo resultou no lançamento do Guia de Publicidade por Influenciadores Digitais, com orientações para a aplicação das regras do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária ao conteúdo comercial em redes sociais, em especial aquele gerado por influenciadores que, como informa o documento, “possuem reconhecida posição de destaque no ambiente online, podem desenvolver papeis econômicos que contribuem para o suporte das atividades de criação de conteúdos relevantes, integrando, dessa forma, a cadeia de comunicação comercial digital”.

Jantar homenageia João Luiz Faria Netto

João Luiz Faria Netto foi homenageado na noite de ontem, em São Paulo, em jantar oferecido pelas fundadoras e a diretoria do Conar. Ele deixou a presidência da entidade em julho e agora integra o seu Conselho Superior.

Recepcionado por Edu Simon, 1º vice-presidente do Conar, João Luiz falou aos presentes, relembrando sua trajetória. Estimulado por Roberto Marinho, então presidente da ANJ, ele foi incumbido de pleitear junto às autoridades em Brasília a aceitação de uma entidade privada, criada e gerida a partir dos princípios da autorregulamentação, como alternativa ao controle estatal da publicidade. “A construção do Conar foi um movimento unificado e virtuoso da indústria da comunicação no Brasil e que se mantem forte e unida até os dias de hoje”, disse João Luiz.

Jantar homenagem
João Luiz fala aos presentes. Edu Simon, Antonio Claudio Faria Netto e  Bruno Bonfanti
Antonio Claudio Faria Netto,  Bruno Bonfanti, Gilberto Leifert e Caio Barsotti
Luiz Lara, Rafael Menin Soriano e Fernando Vieira de Melo Filho
Melissa Vogel, Daniela Gil Rios, Paulo Tonet Camargo e Edney Narchi
Thiago Silva Brito, Mario D’Andrea, Flávio Lara Resende e Regina Bucco

Confira em Conar

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Pós-pandemia: consumo de conteúdo e preocupação com desinformação crescem
A partir de uma pesquisa com 16 mil consumidores globais de 18 países, a DoubleVerify constatou que o interesse por conteúdo, que aumentou durante a pandemia, segue em crescimento. Dos entrevistados, 55% gastam mais tempo diário consumindo conteúdo em relação ao passado. O número é 70% na América Latina. Essa quantiaainda deve aumentar, tendo em […]
Lew’Lara\TBWA traz tecnologia israelense para combater fake news
A Lew’Lara\TBWA trouxe para o Brasil a Cyabra, startup israelense que trabalha com algoritmo proprietário capaz de analisar mais de 100 parâmetros diferentes para determinar se uma entidade online é real ou falsa e avaliar a veracidade das informações publicadas. Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail