Home / Fraude de cliques em anúncios programáticos

Fraude de cliques em anúncios programáticos

Fonte: Media Post

31 de agosto de 2023

Grandes porcentagens de cliques foram qualificados como tráfego inválido (IVT) em junho de 2023, de acordo com o Global Click Fraud Benchmarks do segundo trimestre de 2023, um estudo da Pixalate.

Para começar, houve uma taxa de cliques inválidos de 17% para toda a publicidade programática aberta na web para desktop, na web para dispositivos móveis e no aplicativo para dispositivos móveis em junho. Além disso, houve uma taxa de cliques inválidos de 21% para publicidade programática aberta na web para desktop, uma taxa de cliques inválidos de 16% para anúncios programáticos abertos na web móvel e uma taxa de cliques inválidos de 13% para anúncios programáticos abertos em aplicativos móveis. 

No entanto, o tamanho do anúncio do cabeçalho de 729 x 90 gerou uma taxa de cliques inválidos de 26% em aplicativos para dispositivos móveis, o dobro da média total de cliques inválidos em aplicativos para dispositivos móveis (13%). Além disso, 20% de todos os cliques inválidos em aplicações móveis são agora gerados por click farms, afirma o estudo.

Pix observa que os anunciantes costumam otimizar suas campanhas para cliques, fato que os fraudadores podem explorar por meio de falsificações.

“Os esquemas sofisticados implantados por fraudadores de anúncios não estão apenas gerando tráfego falso, mas também cliques falsos”, diz Amit Shetty, vice-presidente de produto, fraude publicitária, da Pixalate. 

Shetty acrescenta: “Os anunciantes estão dispostos a gastar mais para obter taxas de cliques mais altas. Mas essa mentalidade deve vir acompanhada de um maior senso de escrutínio, já que os fraudadores sempre seguem o dinheiro”.

A Pixalate conduziu análises de bilhões de transações abertas de anúncios programáticos e mais de 10 milhões de cliques.

Confira matéria no Media Post

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Plataformas não querem combater para combater fake news
A falta de comprometimento das plataformas digitais com o combate às notícias falsas pode ser atribuída a interesses econômicos , diz o antropólogo e investigador David Nemer , do Centro Berkman Klein para Internet e Sociedade da Universidade Harvard. Na semana passada, o TSE renovou a parceria com as plataformas para combater a divulgação de notícias falsas, a cerca de oito meses das eleições. Em […]
‘Se a imprensa está sendo atacada, é porque é relevante’, diz presidente da ANJ
Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o presidente da ANJ, Marcelo Rech, fala sobre a importância da imprensa profissional no combate à desinformação e defende a aprovação de uma lei que obrigue as big techs a remunerarem as empresas jornalísticas.

Receba a newsletter no seu e-mail