Home / Editoras querem até 25 bi de euros do Google em indenizações no Reino Unido e Holanda

Editoras querem até 25 bi de euros do Google em indenizações no Reino Unido e Holanda

Fonte: Money Times

13 de setembro de 2022

Google, da Alphabet, enfrentará pedidos de indenização de até 25 bilhões de euros por suas práticas de publicidade digital em duas ações legais de editoras em tribunais no Reino Unido e na Holanda.

“É hora do Google assumir suas responsabilidades e pagar os danos que causou a esse importante setor. É por isso que hoje estamos anunciando essas ações em duas jurisdições para obter compensação para editores da União Europeia e do Reino Unido”, disse Damien Geradin, advogado na Geradin Partners, escritório que representa as editoras em ambos os casos, em comunicado nesta terça-feira.

O Google criticou os iminentes processos, dizendo que trabalha de forma construtiva com editores em toda a Europa.

“Este processo é especulativo e oportunista. Quando recebermos a denúncia, vamos combatê-la vigorosamente”, disse um porta-voz.

A reivindicação no Tribunal de Apelação da Concorrência do Reino Unido buscará compensação para todos os proprietários de sites que possuem banners publicitários, incluindo editoras tradicionais.

O processo na Holanda envolve editores afetados pelas ações do Google.

A unidade de publicidade do Google recentemente atraiu o escrutínio de reguladores antitruste após reclamações de editores.

O órgão de fiscalização da concorrência francês impôs uma multa de 220 milhões de euros à empresa no ano passado, enquanto investigações estão em andamento na União Europeia e no Reino Unido sobre potencial vantagem injusta do Google nesse meracdo sobre rivais e anunciantes.

Confira matéria no Money Times

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Google suspende publicidade política por risco de violência nos EUA
O Google anunciou que suspenderá temporariamente a difusão de anúncios políticos, devido ao risco de gerar mais violência como a do ataque ao Capitólio dos Estados Unidos.Leia Mais
Big Techs serão afetadas por novo imposto global corporativo, diz economista
As empresas Big Techs devem ser afetadas pelo novo imposto mínimo global para grandes empresas, que foi uma iniciativa da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Esta é a avaliação do economista Marcio Sette Fortes. O tributo mínimo, acordado entre 136 nações, seria de 15% para empresas com lucro de mais de 750 milhões de euros […]

Receba a newsletter no seu e-mail