Home / “Big Techs mercantilizaram as notícias e incentivam o mau jornalismo”

“Big Techs mercantilizaram as notícias e incentivam o mau jornalismo”

Fonte: Cultura

31 de janeiro de 2023

Vencedora do prêmio Nobel da Paz critica as plataformas digitais e a forma como tratam as notícias

Roda Viva desta segunda-feira (30) recebe a escritora e jornalista filipina Maria Angelita Ressa, uma das ganhadoras do prêmio Nobel da Paz em 2021 por seus esforços para defender a liberdade de expressão.

A jornalista Adriana Ferreira Silva fala sobre a forma de fazer jornalismo nas redes sociais e a produção dos textos “caça-clique”. Assim, ela pergunta quão prejudicial é a lógica do “pageview” e a busca desenfreada pela audiência. Para a escritora, as plataformas digitais mercantilizaram as notícias de maneira perigosa e incentivaram a mentira, pois tem um alcance maior das redes.

“Virou o mundo de cabeça para baixo, porque elas incentivaram as mentiras. Eles [Big Techs] incentivam o mau jornalismo. Eles incentivam a manipulação de raiva e ódio. Jornalistas não fazem isso”, afirma Ressa.

Apesar da críticas, ela mostra um olhar otimista. Ressa diz que jornalismo e tecnologia irão entrar em acordo para colocar um limite na disseminação de conteúdo para “proteger a gestão do medo”. Porém, ressalta que não será imediato.

“A curto prazo, se construirmos comunidades de ação, podemos combater no mundo real. E nós devemos exigir sempre mais dessas plataformas tecnológicas”, explica.

Participam da bancada de entrevistadores a jornalista e escritora Adriana Ferreira Silva, Cecília Olliveira, jornalista do Intercept BrasilJefferson Barbosa, editor do Perifa Connection, a presidente da Abraji Katia Brembatti, e Patrícia Campos Mello, jornalista da Folha de S.Paulo

Confira matéria na Cultura

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

As 50 mulheres de impacto na América Latina, segundo a Bloomberg
Quem são as mulheres da região da América Latina que, por meio de seu trabalho e área de atuação, estão promovendo transformações em suas empresas, países e comunidades? Pelo segundo ano, a Bloomberg Línea tenta responder essa questão por meio da lista das 50 Mulheres de Impacto da América Latina. A ideia é apresentar mulheres dos […]
DM9, DPZ: o que o resgate de marcas icônicas sinaliza para a publicidade?
Nesta semana, três icônicas letras da história da publicidade nacional voltaram à cena com o relançamento da marca DPZ. Desde 2015, as iniciais dos sobrenomes de Roberto Duailibi, Francesc Petit e Jose Zaragoza, fundadores da operação, tinham a companhia do “T”, puxada do sobrenome de Dorian Taterka, o fundador da Taterka que, naquele ano, se fundiu à […]

Receba a newsletter no seu e-mail