Home / A decisão da Receita Federal que pode incentivar o home office

A decisão da Receita Federal que pode incentivar o home office

Fonte: Veja

21 de junho de 2023

A Receita Federal publicou norma que permite a dedução de despesas de teletrabalho na apuração do Imposto de Renda. Agora, as despesas de internet e energia elétrica passam a ser descontadas na hora da tributação, mediante a comprovação de tais custos. A decisão pode incentivar mais empresas a adotar o modelo de trabalho remoto, amplamente utilizado durante a pandemia mas que perdeu espaço para o regime híbrido e a volta das atividades presenciais.

No entanto, a falta de clareza sobre a documentação necessária pode gerar debates e discussões. “O entendimento demonstra que o regime de teletrabalho deixou de ser não só uma realidade no mundo corporativo como também passou a ser bastante atrativo do ponto de vista fiscal”, explica Priscila Regina de Souza, sócia da área tributária do Loeser e Hadad Advogados.

A comprovação desses gastos traz certa dificuldade para as empresas, uma vez que a norma da Receita fala apenas em comprovação “hábil e idônea”. A Receita não estabelece de forma explícita quais comprovantes seriam aceitos. “A própria CLT já excluía a possibilidade ao regulamentar o teletrabalho a partir da Reforma Trabalhista, que não considera como salário os reembolsos de despesas arcadas pelo empregado”, afirma Wellington Ferreira, associado da área trabalhista de Loeser e Hadad Advogados. Ou seja: ajuda de custo já não constituía base de incidência para qualquer encargo trabalhista e previdenciário. “Sendo a CLT até hoje omissa com relação ao Imposto de Renda, a Receita agora eliminou qualquer dúvida sobre a matéria no âmbito trabalhista”, completa.

O entendimento anterior era que esses valores se enquadravam como ganhos eventuais. Agora, a Receita entende que devem ser encarados como ajuda de custo, já que compõem uma despesa recorrente.

Confira matéria na Veja

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

As marcas que mais usam tecnologia para melhorar a experiência
O estudo “HTR – Hight Tech Retail” revelou as marcas escolhidas pelo consumidor como as que mais usam a tecnologia para melhorar a experiência de compra. Segundo os dados, a Americanas (45) lidera o ranking, seguida de Magazine Luiza (31), Mercado Livre (30), Amazon (29) e Shopee (28). A pesquisa entrevistou 1600 pessoas em uma […]
Balanço Conar: Conselho de Ética analisa seis cases e recurso extraordinário
O Conselho de Ética do Conar analisou esta semana seis representações, entre elas cases da Mattel e da Kimberly-Clark, e um recurso extraordinário da Kellogg Brasil.  A 6ª Câmara do Conselho de Ética do Conar reuniu-se no dia 28 de abril e analisou seis representações. Confira os resultados: Representação Nº 274/20, “Sinaf Seguros – E você achando que […]

Receba a newsletter no seu e-mail