Home / Zuckerberg é processado por envolvimento com Cambridge Analytica

Zuckerberg é processado por envolvimento com Cambridge Analytica

Fonte: Poder 360

23 de maio de 2022

Distrito de Columbia processa dono do Facebook por negligência de proteção aos dados de usuários durante eleições de 2016

O diretor-presidente da Meta —dona de Facebook, Instagram e WhatsApp—, Mark Zuckerberg, está sendo processado pelo procurador-geral do Distrito de Columbia, Karl Racine, devido ao caso Cambridge Analytica.

O documento cita negligência na proteção de dados de usuários do Facebook e uma manipulação nas eleições presidenciais dos Estados Unidos em 2016. Eis a íntegra (1MB, em inglês) do processo, divulgado nesta 2ª feira (23.mai.2022).

Segundo Racine, Zuckerberg “permitiu que terceiros, como a consultoria política Cambridge Analytica, obtivessem dados pessoas de mais de 87 milhões de norte-americanos […] e os utilizassem para manipular as eleições de 2016″.

No processo, o procurador-geral afirma que Zuckerbeg contribuiu diretamente para a “negligência de proteção aos dados de usuários e implementação de termos de privacidade enganosos”.

A Cambridge Analytica conseguiu informações de usuários do Facebook que faziam um “teste de personalidade”, e de amigos dos avaliados, criando uma cadeia de informações sem a permissão ou o conhecimento de quem utilizava a rede social.

O Facebook já havia sido multado em 2019, quando a empresa se declarou culpada em uso de dados pessoais.

“Este processo não é apenas garantido, mas necessário, e envia uma mensagem de que os líderes corporativos, incluindo CEOs, serão responsabilizados por suas ações”, disse Racine sobre o processo.

Confira matéria no Poder 360

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Marlene Bregman: A revolução de todas nós
“O que você vai viver nos próximos 20 anos vai ser exponencialmente maior do que tudo que eu vivi. Explodiu, meu amor. Quem vai viver a revolução é você”.   Com quase 60 anos de carreira, Marlene Bregman garante que a nova geração de mulheres viverá o que ela nunca viveu. Referência como liderança de Planejamento […]
Abert defende regulação ampla de plataformas de internet
Durante o Seminário Políticas de (Tele)Comunicações, organizado pela Teletime e pelo Centro de Políticas, Direito, Economia e Tecnologias de Comunicações da UnB, o diretor geral da Abert, Cristiano Flores, defendeu uma regulação ampla sobre a atuação das plataformas de internet no Brasil, a revisão de aspectos do Marco Civil da Internet e a criação de um […]

Receba a newsletter no seu e-mail