Home / Twitter. Perda de publicidade leva a uma queda de 40% nas receitas diárias

Twitter. Perda de publicidade leva a uma queda de 40% nas receitas diárias

Fonte: RTP

18 de janeiro de 2023

O Twitter sofreu uma quebra de 40 por cento na receita diária depois de ter perdido mais de 500 clientes. Marcas como a Audi e Pfizer deixaram de fazer publicidade para a rede social depois de Elon Musk ter comprado o Twitter o ano passado.Segundo o boletim informativo da Platformer, a receita diária do Twitter caiu 40 por cento depois de a rede social ter perdido mais de 500 dos seus principais clientes publicitários.

A publicidade é a principal fonte de receita do Twitter, respondendo por 90 por cento dos seus lucros. No entanto, clientes como a Audi e Pfizer deixaram de fazer publicidade para a rede social depois de Elon Musk ter comprado o Twitter em outubro do ano passado.

Desde então, o Twitter tem assistido a uma retirada em massa de clientes, que têm mostrado relutância em fazer anúncios na rede social com receios em relação ao aumento do discurso de ódio na plataforma.

Ainda no início deste mês, a rede social anunciou que ia voltar a permitir publicidade política na plataforma depois de a empresa ter registado grandes prejuízos. Este tipo de anúncios tinha sido proibido pelo antigo diretor do Twitter, Jack Dorsey. No entanto, Elon Musk tem mudado algumas das políticas para permitir recuperar o dinheiro perdido após a compra da rede social.

Musk tem estado envolvido em várias polémicas desde que comprou a rede social. Numa sondagem lançada pelo próprio no Twitter, em dezembro, a maioria dos participantes votou a favor da saída do empresário da liderança da rede social. Dos mais de 17 milhões de votantes, 57,5 por cento afirmaram-se favoráveis à saída de Musk.

O fundador da Tesla prometeu que iria respeitar o resultado e 24 horas depois da sondagem respondeu que abdicaria do seu cargo se encontrasse alguém “tonto o suficiente para o aceitar”.

Várias instituições, como as Nações Unidas, a Comissão e Parlamento Europeu, manifestaram profunda preocupação pelo rumo que a rede social está a tomar.

Confira matéria no RTP

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

MPF ingressa com ação contra financiadores de publicidade que defende o tratamento precoce da Covid-19
O Ministério Público Federal ajuizou ação condenando os financiadores da Associação Médicos Pela Vida por patrocinarem informes publicitários em defesa do chamado "tratamento precoce" contra a Covid-19.
Resultados das 3ª 6ª e 8ª Câmaras
O Conselho de Ética do Conar voltou a se reunir em sessão virtual na manhã de hoje, da sua 6ª Câmara. Confira os resultados: Representação Nº 186/22, em recurso ordinário, “Coty Brasil Comércio – Grecin – A marca #1 em coloração masculina”. Resultado: sustação por unanimidade. Representação Nº 222/22, em recurso ordinário, “DPA Brasil – […]

Receba a newsletter no seu e-mail