Home / Qual é o momento ideal para impactar o consumidor no streaming

Qual é o momento ideal para impactar o consumidor no streaming

Fonte: Propmark

19 de abril de 2023

Pesquisa encomendada pela MetaX à Nielsen apontou também que 61% dos brasileiros têm a CTV como um meio favorito; consumo passa de três horas diárias

A TV conectada é o meio preferido de 61% dos brasileiros quando o assunto é entretenimento. É o que aponta estudo da MetaX e da Nielsen, que analisou o comportamento dos espectadores diante da TV em suas diversas modalidades: aberta, por assinatura e conectada.

Além da CTV, os espectadores entrevistados indicam como meios favoritos a TV paga (43%) e, na sequência, a TV aberta (30%). A avaliação considerou o uso de diversos dispositivos, já que os participantes da entrevista utilizam ao menos dois deles de forma preferencial.

Ainda assim, a TV conectada se mantém em destaque: 49% de quem está na TV aberta também está na CTV, assim como 69% de quem consome conteúdo na TV paga. Além disso, 37% declararam estar ‘exclusivamente na TV conectada’.

Em relação à publicidade, o estudo também quis entender qual é o momento ideal para ser impactado por um anúncio. Para 32% dos participantes, esse momento seria “Ao desligar a TV”, enquanto para 22% seria “Ao ligar a TV” e, para 20%, “Antes de começar um filme”.

O levantou apontou ainda que 11% da audiência indica que as mensagens publicitárias deveriam aparecer “No meio da programação, como um intervalo comercial tradicional”. Já 7% sugerem que a veiculação seja “Entre os episódios das séries”.

“Os números demonstram como a audiência da TV conectada é complementar àquela vista nas TVs com programação linear e de como ela já é o meio principal para uma boa parcela da população. Isso é muito representativo para os novos planejamentos de mídia”, afirma Sabrina Balhes, líder de measurement da Nielsen Brasil.

Qual é o prime time do streaming?
Ainda que o ambiente de TV conectada, baseado em streaming, tenha uma audiência fragmentada entre diversos títulos, o estudo destaca uma concentração de audiência entre 20h e 00h, considerada a prime time dos streamings.

Entre os conteúdos mais assistidos, a predominância está em Séries e Filmes, vistos por 79% dos entrevistados que assistem TV conectada. Porém, destacam-se também outras vertentes com grande visibilidade, como Esportes, com 57%; Noticiários, com 40%; Música e Shows, com 26%; e Novelas, com 21%.

Plataformas mais acessadas
Netflix e Prime Video são ainda os mais assinados pelos respondentes da pesquisa, respectivamente por 79% e 48% da audiência de TV conectada. Há, porém, um movimento grande de fortalecimento dos chamados canais gratuitos para o público e suportados pela exibição de publicidade – que se alinham aos conteúdos sob demanda que também suportam publicidade, chamados de avod.

De acordo com a pesquisa, esses serviços de streaming já possuem 44% de penetração entre os consumidores de CTV, determinando um equilíbrio entre essa opção e os serviços chamados SVOD (Subscription Video On Demand), que demandam assinatura paga para acesso.

Em média, os espectadores de TV conectada assinam ou utilizam 2,2 serviços de streaming. Quando indagados se gostariam de ter mais serviços, 63% disseram estar dispostos a assinar novas opções pagas, enquanto 48% têm interesse em ter serviços gratuitos.

Metade das pessoas que assinam apenas um serviço de streaming querem se manter assim ou aumentar para dois. Já 43% daqueles que já assinam 2 streamings querem ficar com os que já tem ou somar mais um à lista. Entre os que assinam quatro streamings ou mais, 60% têm como preferência continuar com até cinco assinaturas.

Confira matéria no Propmark

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Brasil é um dos países que mais consome pirataria no mundo
A empresa de cibersegurança Akamai publicou o seu mais recente relatório sobre o consumo de pirataria , o “Piratas à vista”. Em colaboração com a companhia antipirataria MUSO, como os usuários em formas de consumo, como os usuários em formas de consumo, até os conteúdos e o volume de pirataria países. O Brasil é o 5º país no ranking global de acessos […]
Governo canaliza publicidade em TV e reduz fatia de internet, mídia externa e rádio
O presidente Lula (PT) tem priorizado a televisão na veiculação da propaganda oficial do governo federal, com a destinação nos seis primeiros meses de sua gestão de 73% da verba para esse formato de comunicação. Na administração de Jair Bolsonaro (PL), as TVs ficaram com 47% do total, de 2019 a 2022, mostram dados da publicidade da Secom (Secretaria […]

Receba a newsletter no seu e-mail