Home / Instagram e Facebook podem parar de funcionar na Europa

Instagram e Facebook podem parar de funcionar na Europa

Fonte: Poder 360

7 de fevereiro de 2022

Motivo seria a falta de um novo acordo entre a União Europeia e os EUA sobre as regras de compartilhamento de dados…

Meta anunciou que pode interromper o funcionamento do Instagram e do Facebook na Europa caso a UE (União Europeia) e os Estados Unidos não estabeleçam um novo acordo sobre o compartilhamento de dados de usuários.

Em seu relatório anual, divulgado na última 5ª feira (3.fev.2022), uma empresa diz que “se uma nova estrutura de transferência de dados transatlântica não foi adotada” ou não pode “confiar em outros meios alternativos de transferência de dados da Europa para os EUA” , a Meta “provavelmente” não poderá oferecer vários serviços.

O documento foi enviado à Comissão de Valores Mobiliários dos EUA. Eis a integral , em inglês (2 MB).

Os órgãos reguladores da Europa estão elaborando uma nova legislação que deve estabelecer como os dados de usuários da UE transferidos para os EUA. A proposta estabelecida que os dados são processados ​​apenas em servidores europeus.

As transferências de informações hoje são dadas mediante acordos firmados entre o bloco e o país norte-americano. Big techs contam com contratos individuais para garantir que estão seguindo a lei ao enviar os dados.

Segundo o processamento de dados é fundamental para a manutenção no bloco na Meta de negócios de negócios.

“Já estivemos sujeitos a outros desenvolvimentos legislativos e regulatórios não passados. A Legislação e os regulamentos propostos ou novos podem ser significativamente a empresa de nossos negócios, dando como exemplo as novas regras pela Regulamentação Geral de Proteção de Dados.

Conhecida também como GDPR (sigla em inglês para General Data Protection Regulation), um regulamento entrou em vigor há cerca de 4 anos, em 25 de maio de 2018.

Confira matéria no Poder 360

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

CENP: Conheça as mudanças na entidade (vídeo)
Em entrevista para o Grandes Nomes da Propaganda, o presidente do CENP, Caio Barsotti, falou sobre as mudanças no estatuto da entidade, a campanha “Agência não é tudo igual” e o CENP-Meios.Leia Mais
‘Telegram não está acima das leis do país’, diz pesquisador de Harvard
Para tentar negociar formas de barrar a disseminação de fake news que afetem a campanha eleitoral deste ano, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luis Roberto Barroso, tentou várias vezes contato com os responsáveis pelo Telegram. Não recebeu, porém, nenhuma resposta do diretor executivo do aplicativo de mensagens, o russo Pavel Durov. Diante […]

Receba a newsletter no seu e-mail