Home / Big techs acumulam críticas e lideram ranking de rejeição no mundo todo

Big techs acumulam críticas e lideram ranking de rejeição no mundo todo

Fonte: Consumidor moderno

26 de outubro de 2021

Microsoft ocupa o primeiro lugar no ranking das big techs mais odiadas no Brasil. Já o Facebook e o Google são as marcas de tecnologia mais rejeitadas em 24 países.

Tais constatações foram divulgadas pela Rave Reviews, que selecionou as maiores marcas globais de tecnologia e realizou um estudo com base nos tweets feitos por seus clientes.

Por meio de uma ferramenta chamada SentiStrenght, os pesquisadores filtraram os comentários da rede social e conseguiram identificar os principais sentimentos dos usuários com relação às empresas em questão.

De acordo com o estudo, a Microsoft bate o recorde de clientes insatisfeitos em vários países da América Latina, como a Colômbia (42,67%), o Peru (20%) e o Brasil (42,11%). Nos Estados Unidos, a imagem da marca também não é muito bem vista, já que 41,57% dos tweets expressam sentimentos de repulsa à gigante da tecnologia.

Google também compõe a temida lista das big techs mais odiadas, com 17,86% de rejeição na Argentina e 16,67% no Chile.

Na Europa, a Amazon é apontada como a pior empresa do setor em vários países, como Alemanha (50%), Espanha (38,46%) e Reino Unido (35,05%). Em contrapartida, Grécia (25%), Finlândia (50%), Suíça (38,89%) e Rússia (50%) apresentam repulsa pela Microsoft.

Ainda segundo a análise, o Facebook apresenta altos índices de rejeição no Canadá (37,24%), Bélgica (46,15%), Zâmbia (40,91%) e Hong Kong (85%). Por fim, a Apple é citada – de forma negativa – em países como Irlanda (73,33%), Itália (30,51%) e Austrália (39,86%).

Confira matéria completa no Consumidor Moderno

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Facebook incentiva usuários a irem contra política de privacidade da Apple
O Facebook anunciou um plano para ajudar os usuários a permitir o rastreamento de seus iPhones e iPads para fornecer anúncios personalizados, e assim ajudar empresas que dependem desses anúncios para alcançar clientes. A ação seria um contra-ataque à política de privacidade que a Apple quer impor em sua loja de aplicativos. Leia Mais
Entidades lançam campanha “Com publicidade responsável não se brinca” para o Dia das Crianças
A ABAP apoia a campanha lançada por 20 entidades para o Dia das Crianças: “Com publicidade responsável não se brinca”. O objetivo da campanha é orientar os profissionais do mercado publicitário para que a comunicação dirigida ao público infantil seja responsável e ética fazendo referência ao Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária do CONAR. A campanha traz […]

Receba a newsletter no seu e-mail