Home / 56% dos brasileiros não compram de marcas que não investem em sustentabilidade, diz Kantar

56% dos brasileiros não compram de marcas que não investem em sustentabilidade, diz Kantar

Fonte: Propmark

22 de novembro de 2023

A Kantar divulgou o Índice do Setor de Sustentabilidade 2023, que revela as atitudes dos consumidores em relação à sustentabilidade.

Este ano, ficou claro que as pessoas estão mais preocupadas com a sustentabilidade. No entanto, as empresas ainda têm espaço para melhorar e se adaptar a essa nova realidade. De acordo com a Kantar, muitas empresas estão divulgando informações falsas sobre serem sustentáveis, o que é um problema em vários setores.

Segundo o estudo global, mais da metade dos entrevistados acredita que marcas de todas as áreas não estão sendo honestas ao divulgarem suas ações de sustentabilidade. Os participantes afirmam que os setores de social media (60%), carne e produtos à base de carne (58%) e roupas e calçados (57%) são os que mais espalham informações incorretas ou não críveis sobre o assunto.

Na percepção dos brasileiros, as áreas que mais se destacam negativamente são carne e produtos à base de carne (65%), skin care (65%), e fast food e restaurantes (65%).

No cenário mundial, os setores que mais são confiáveis em suas ações sustentáveis, conforme percebido pelos consumidores, são alimentos para animais de estimação (42%), produtos de higiene para bebês (46%) e bebidas alcoólicas como cerveja e vinho (46%). No Brasil, por outro lado, ganham destaque os segmentos de veículos híbridos e elétricos (43%), produtos de higiene para bebês (46%) e comida para animais de estimação (46%).

O levantamento mostra que quanto mais os consumidores buscam novas soluções sustentáveis, mais encontram situações de greenwash. Com isso, 50% das pessoas diminuem o consumo ou deixam de comprar os produtos e serviços de negócios que podem impactar negativamente o meio ambiente ou a sociedade.

56% dos consumidores brasileiros pararam de adquirir produtos e serviços de empresas que não investem em sustentabilidade ou impactam o planeta. 77% dos deles ainda acreditam que os negócios têm a responsabilidade de tornar a sociedade mais justa, e 67% defendem que as marcas devem se responsabilizar e resolver os problemas climáticos e sociais.

Pessoas que são mais impactadas por questões ambientais costumam sentir mais o desinteresse e as falsidades das empresas. Isso abala a confiança dos clientes nas marcas. Segundo o Índice do Setor de Sustentabilidade de 2023, é crucial que as empresas sejam transparentes em suas campanhas e mudanças para construir mais confiança e promover valores como integridade, inclusão e identificação.

Confira matéria no Propmark

Voltar para Início

Notícias Relacionadas

Entretenimento e conteúdo no centro das estratégias dos CMOs
As marcas precisam criar cultura e se dedicar na construção dos próprios públicos. Essa é a opinião de 86% dos CMOs de nove países, segundo o “Creativity at a crossroads”, novo relatório global da Dentsu Creative. Os líderes acreditam que é necessário haver investimentos em propriedades de conteúdo e entretenimento nos ambientes nos quais os consumidores escolhem […]
Por que a suspensão do uso de cookies pode não ser uma coisa tão ruim
Para preencher a lacuna deixada pela suspensão do uso dos cookies, empresas de tecnologia na publicidade têm apresentado diversas soluções provisórias, a The Trade Desk anunciou acordo com a Nielsen para implantar o novo ID como uma solução alternativa para substituir os cookies. Leia Mais

Receba a newsletter no seu e-mail